Baboon Ha se inspira no realismo fantástico para debater nostalgias em primeiro single de álbum

0
136

Após se inspirar nas inseguranças e incertezas do isolamento no EP “Overlapping Days”, a banda carioca Baboon Ha reflete a nostalgia e a saudade em “Caramel”, faixa que antecede o lançamento do seu primeiro álbum de estúdio. A música foi inspirada pelo realismo fantástico do escritor colombiano Gabriel Garcia Márquez e seu clássico “Memórias de minhas putas tristes”. O single está nas principais plataformas de streaming e ganha um clipe, guiado pela dança e pela psicodelia, dirigido em parceria com Gabriel Rolim (Boogarins, Terno Rei, Tim Bernardes, Metronomy) e com a dançarina Eliege Kolling. Para a capa, a banda recrutou a amiga e artista plástica Mariana Santiago, que também vai assinar a capa do disco.

“A gente sempre quis fazer um clipe com dança e a estética do Gabriel Rolim encaixou super bem para esse vídeo, e criou uma atmosfera bem especial. Olhando de forma mais interpretativa, o vídeo passa uma sensação de nostalgia estranha, e os efeitos visuais conferem à dançarina quase uma ideia de um espectro, como uma lembrança distante, que você sabe que é muito boa, porém já não consegue visualizar direito. E por mais que você force a memória, ela fica falha, quase como os efeitos que se sobrepõe à plasticidade da dança no clipe. Mas o sentimento se perpetua”, revela o vocalista e guitarrista Felipe Vianna. Além dele, completam o trio Lucas Faria (baixo) e Rodrigo Naine (bateria).

Novo nome do rock alternativo carioca, o power trio experimental Baboon Ha passeia entre o indie, o lo-fi e o eletrônico em canções de caráter bem pessoal. Vianna, Faria e Naine são músicos experientes da cena independente e o projeto conta com a maturidade de estrada de outros trabalhos de todos os integrantes, ajudando nas composições e estruturação da organização da banda.

Com inspirações que passam por Ariel Pink, Pavement e Yo La Tengo, Baboon Ha começou a se autoproduzir em sessões em 2016 e após anos de maturação, vai apresentar ao público o que preparavam. “Caramel” está disponível em todas as plataformas de música digital.