Hospital Pilar recebe investimentos de R$ 50 milhões

Administrada pela holding de saúde Hospital Care, instituição anuncia investimentos em estrutura, atendimento e inovação tecnológica para o setor

Hospital Pilar recebe investimentos de R$ 50 milhões

credito-Rafael-Danielewicz

Curitiba, outubro de 2020 – Para celebrar os seus 56 anos de fundação, um dos hospitais mais tradicionais da capital paranaense, o Hospital Pilar, e a Hospital Care, holding administradora de serviços de saúde, anunciaram, no último dia 14 de outubro, um investimento de mais de R$ 50 milhões em infraestrutura, aquisições de equipamentos e ampliação da capacidade de atendimento do Pilar.

Inaugurado em Curitiba em 1964, o Hospital Pilar recentemente contou com uma primeira etapa de renovação quando, em janeiro deste ano, passou a integrar a Hospital Care, uma das principais holdings administradoras de serviços da saúde do país.

A próxima etapa conta agora com a injeção de R$ 50 milhões que serão destinados para ampliações de estruturas existentes e construção de novos  serviços, como: inauguração de um Câncer Center com consultórios, leitos de recuperação e espaços dedicados para ao tratamento da comorbidade, ampliação da Unidade de Atendimento 24 Horas para urgências e emergências e a inauguração de mais 50 novos leitos, além dos 107 já existentes.

O projeto traz também a construção de uma passarela para permitir a conexão das estruturas localizadas nos dois lados da Avenida Desembargador Hugo Simas, visando oferecer mais funcionalidade, segurança e conforto aos pacientes e profissionais de saúde.

Com a nova estrutura, o Pilar Hospital passa a incorporar aos seus serviços novas áreas de atuação, como Neurocirurgia funcional, Transplante alogênico de medula, Transplante Renal, Cirurgia minimamente invasiva Cirurgia robótica.

Para o diretor presidente da holding, Rogério Melzi, o anúncio reitera os compromissos firmados no final do ano passado com a entidade curitibana. “A implementação de modelos de gestão integrada de saúde requer melhorias contínuas que gerem benefícios e aprimoramento do atendimento nas regiões que atuamos e, neste caso em específico, no Paraná, importante praça na nossa estratégia regional”.

De acordo com Rodrigo Milano, diretor-presidente do Pilar, a parceria possibilita que sejam feitos investimentos importantes que visam fortalecer o setor de saúde e ampliar o atendimento a pacientes de outras regiões, além de complementar o leque de serviços.

“Com esse anúncio vamos levar ao mercado toda a sinergia das empresas que são destaques em suas áreas de atuação. Ganhamos força e ampliamos a capacidade de investimentos para novos serviços que criam experiências inovadoras voltadas para o mercado da saúde”, afirma Milano

Infraestrutura

A próxima etapa conta agora com a injeção de R$ 50 milhões que serão destinados para ampliações de estruturas existentes e  construção de novos  serviços, sendo eles: inauguração deum Câncer Center com consultórios, leitos de recuperação e espaços dedicados para ao tratamento dessa comorbidade, ampliação da Unidade de Atendimento 24 Horas para urgências e emergências e a inauguração de mais 50 leitos (além dos 107 já existentes).

O projeto traz também a construção de uma passarela para permitir a conexão das estruturas localizadas nos dois lados da Avenida Desembargador Hugo Simas, visando oferecer mais funcionalidade, segurança e conforto aos pacientes e profissionais de saúde.

Com a nova estrutura, o Pilar Hospital passa a incorporar aos seus serviços novas áreas de atuação, como Neurocirurgia funcional, Transplante alogênico de medula, Transplante Renal, Cirurgia minimamente invasiva Cirurgia robótica.

Tecnologia de ponta

Os investimentos em novas tecnologias integram o plano de ampliação e crescimento do Pilar Hospital, visando disponibilizar mais soluções para a recuperação da saúde do paciente. Uma delas, por exemplo, são as primeiras torres cirúrgicas de Curitiba para videolaparoscopia 4K – Karl Storz, que já estão em funcionamento no hospital.

Único da região sul do país, outra tecnologia já adquirida é o Sistema de Visualização Robótica KINEVO 900 da ZEISS, único do sul do país, que mediante injeção de imagem, leva até o cirurgião uma visão multidimensional do campo operatório, com imagens holográficas tridimensionais que mostram não só a localização precisa da lesão, mas toda a estrutura adjacente, que atua em parceria, por exemplo, com o recém-adquirido neuronavegador Curve – Brain Lab.

O sistema Curve Image Guided Surgery otimiza a navegação com planejamento pré-operatório e visualização cirúrgica. Com dois monitores de 27 polegadas, os cirurgiões são guiados por imagens de diferentes ângulos, o que torna o procedimento ainda mais preciso.

Uma das novidades mais esperadas pelo corpo clínico foi a chegada do Robô Da Vinci, que aconteceu recentemente. “Com a aquisição do equipamento, foi dado um novo salto evolutivo com a realização de cirurgias robóticas no Hospital. Afinal de contas, trata-se de uma técnica cirúrgica inovadora, sendo uma das mais avançadas da atualidade. Este tipo de procedimento está presente em poucos centros hospitalares do mundo, o que coloca o Pilar em uma posição de ainda mais vanguarda”, afirma Rodrigo Milano.

Ainda neste semestre chega ao Hospital Pilar a plataforma de câmera IMAGE1 S™ 4U da KARL STORZ, que proporciona ao cirurgião qualidade de imagem fundamental na realização de procedimentos minimamente invasivos. Outra novidade também é o Sistema Airo, primeiro tomógrafo transoperatório do país voltado aos procedimentos de crânio, coluna e trauma, oferecendo suporte para cirurgias avançadas minimamente invasivas. Entre os benefícios que esse equipamento oferece está a precisão na obtenção de imagens de tecidos.

Nova marca

A partir de agora a instituição passa a se chamar Pilar Hospital e, dessa forma, passa a enfatizar a tão reconhecida marca, respeitando a sua identidade já tradicional, porém, seguindo o conceito da nova administradora. Para definir a logomarca foram escolhidos símbolos que se relacionam com a origem do nome do hospital.

Segundo Milano, é dado mais um passo a frente a afim de elevar ainda mais o patamar de qualidade no atendimento ao público da região, em um momento onde a assistência à saúde ocupa um papel ainda mais importante na sociedade.

“Vamos trazer aos pacientes mais conforto e novas opções de tratamento. Aos médicos, tecnologias que permitirão avanços ainda maiores. Esse é o momento em que a instituição, que conquistou o seu espaço ao longo dos seus 56 anos de história, alcançará um novo posicionamento no mercado de Curitiba”, afirma o executivo.

Os anúncios de todas essas novidades ocorreram na noite do dia 14 de outubro, por meio de uma live com Mario Sergio Cortella que contou ainda com a participação de Rodrigo Milano, diretor-presidente do Pilar; Rogério Melzi, CEO da Hospital Care e Dr. Florentino Cardoso, diretor executivo médico da holding.

Durante o evento, o diretor executivo médico ainda relembrou todos os esforços para conter o avanço da pandemia em todos os nossos hospitais. “Implantamos protocolos rígidos, denominados de Corona Center, para o atendimento de pacientes acometidos pela infecção e, mais do que isso, criamos espaços dedicados para o recebimento destes doentes, com o objetivo de garantir o máximo de dedicação e de segurança a eles e aos demais pacientes dos nossos hospitais”, disse Dr. Florentino Cardoso, diretor executivo médico da Hospital Care.

O médico ainda fez questão de pontuar que apesar das diferenças nos níveis de contaminação nas regiões onde estão presentes, as taxas de internação e de ocupação de UTI seguem estáveis e controladas. “Temos trabalhado nas localidades, respeitando a situação de cada uma, para comunicar e comprovar aos clientes/pacientes que é seguro ir ao hospital dar continuidade a um tratamento ou realizar exames de rotina”, conclui.

Para fechar as novidades e abrilhantar ainda mais a noite, o grande filósofo Mario Sérgio Cortella fez uma palestra ressaltando a importância da esperança ativa e do trabalho, num momento de pandemia e isolamento, enfatizando que a Humanidade só tem duas opções “ou senta e chora ou levanta e enfrenta”.