Fintech de Maringá conquista mais de 300 mil clientes em quatro anos

Especializada em gestão de documentos fiscais, a Treeunfe cresceu 36% em relação ao ano anterior

Fintech de Maringá conquista mais de 300 mil clientes em quatro anos

A taxa de conversão ficou acima de 10% ao ano e esse volume impulsionou o crescimento de mais de 36% em relação a 2019.

Segundo dados do IBGE de 2020, existem 14,4 milhões de microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas no país. Este segmento representa 27% do PIB brasileiro.

Qualquer que seja o segmento desses empreendedores, uma coisa é certa: todos precisam automatizar processos no que se refere à emissão de documentos fiscais. E esse é o propósito da Treeunfe, transformar os dados fiscais em inteligência de negócios para alavancar vendas e melhorar a gestão das empresas.

A Treeunfe tem apenas quatro anos de atuação como emissor de notas fiscais eletrônicas e nasceu destinada ao sucesso, como o próprio nome sugere. Foi criada pela Empari Global Innovation, um grupo de empresas de software de Maringá, que desde 2010 não para de crescer e levar clientes e parceiros a crescerem junto.

Crescimento e satisfação dos clientes

Em 2020, um ano marcado pela pandemia do Covid-19, a empresa se posicionou em duas frentes:

  • Ajudar as empresas a continuarem vendendo online
  • Oferecer aplicativos gratuitos para ajudar pequenas empresas que sofreram impactos com a pandemia

E essa atitude positiva em meio a um cenário desafiador foi recompensada.   “Tivemos um crescimento exponencial em nossa carteira de clientes e empresas cadastradas na plataforma. A taxa de conversão ficou acima de 10% ao ano e esse volume impulsionou o crescimento de mais de 36% em relação a 2019. Também ampliamos nossa carteira de clientes em 22%, atingindo mais de 300 mil empresas”, explica Adriano Santos, CEO do grupo Empari.

Os clientes também avaliaram a empresa com NPS (índice de satisfação do cliente) de 70, muito maior que a média do mercado de desenvolvimento de software, que é de 58. Ou seja, o índice de satisfação da base de usuários da Treeunfe é de 4,5 em uma escala de 5.

Além, dos indicadores de crescimento e satisfação dos clientes positivos, a Treeunfe também conquistou grandes feitos em 2020:

  • Participação ativa no TechBySebrae 2020, um programa de aceleração realizado em pelo Sinduscon-PR em parceria com o SEBRAE para fomentar a transformação digital das empresas.
  • Lançamento Resulka NFe – plataforma mobile, criada para ajudar os microempreendedores a realizar a emissão das notas fiscais eletrônicas pelo celular, evitando a aquisição de um notebook especificamente para este fim.
  • Lançamento Resulka Negócios – plataforma ainda MVP, projetada para realizar benchmark e geomarketing e que usa os dados dos usuários para gerar insights e garantir a redução no pagamento de impostos.
  • Parceria com PJBank, uma fintech especializada em open banking que foi integrada às plataformas da Empari para a emissão de boletos.
  • Parceria com Serasa Experian para a contratação ou renovação dos certificados digitais necessários para a emissão das NFes.

Histórico da Treeunfe

O MVP da fintech foi lançado sob o nome “FreeNFe” em 2016, ano em que se tornou obrigatória a emissão de nota fiscal eletrônica para todas as empresas brasileiras, independente da atividade, regime tributário e faixas de faturamento, além de marcar o fim do emissor de nota fiscal eletrônica da Sefaz.

“A maioria das ferramentas que existiam e ainda existem no mercado são softwares de gestão com estoque e financeiro integrados que, dentro de diversas funcionalidades, proporcionam a emissão de notas fiscais eletrônicas com diversas limitações”, explica Adriano.

Assim, um software que simplifica o processo de emissão das notas foi muito bem recebido pelo mercado. “No segundo semestre de 2016, chegamos à maturidade desta solução. Em junho, introduzimos a Nota do Consumidor Eletrônica e, no mês de outubro, disponibilizamos o Conhecimento de Transporte Eletrônico, chamado de “FreeCTe”, completando nosso portfólio de produtos fiscais”, diz o empreendedor.