Sociedade Brasileira de Neurocirurgia esclarece Tratamentos para Aneurisma Cerebral

Nos últimos dias, temos assistido inúmeras apresentações na imprensa e mídias sociais sobre os aneurismas cerebrais, entidade silenciosa que pode ser fatal.

Com a evolução dos exames de neuroimagem, como tomografia  ou ressonância magnética dos vasos cerebrais, a descoberta de aneurismas cerebrais tem tido um acréscimo significante, fazendo com que milhares de vidas sejam salvas.

A descoberta de um aneurisma cerebral antes de romper altera significativamente o seu prognóstico, com uma mortalidade abaixo de 2% dos casos. Nos casos em que o diagnóstico é feito após a sua ruptura, cerca de 15% apresentam morte súbita e 30 a 40 % dos pacientes retornam de forma efetiva à sua vida normal.

História familiar de aneurisma, assim como hipertensão arterial sistêmica e tabagismo, são os principais fatores que predizem a presença de um aneurisma cerebral.

Logo que diagnosticado, o aneurisma deve ser avaliado por um NEUROCIRURGIÃO, que baseado no seu tamanho, local e forma, decidirá sobre a melhor forma de tratamento. Em casos muito selecionados, aneurismas cerebrais podem ser tratados de forma conservadora, mas na sua grande maioria um tratamento cirúrgico está indicado com a maior brevidade, devido à incerteza de quando o mesmo pode romper.

Atualmente existem duas técnicas de tratamento dos aneurismas cerebrais: uma denominada endovascular (embolização) e outra aberta (microcirurgia).

A técnica endovascular consiste na compactação do aneurisma com molas, que preenchem a cavidade do aneurisma. Apesar de ser denominada minimamente invasiva, a técnica endovascular peca por sua eficácia, podendo permitir a reformação do aneurisma em certo número de casos.

A técnica aberta microcirúrgica apresenta sua eficácia comprovada por décadas, com a efetiva oclusão do aneurisma e baixa morbidade, sendo considerada no entanto, uma técnica mais invasiva. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, era portador de aneurismas múltiplos, quando foi submetido a duas microcirurgias, em 1988.

A escolha de qual é a melhor técnica a ser empregada, seja endovascular ou microcirúrgica depende de inúmeros fatores que só o NEUROCIRURGIÃO, preferencialmente TITULADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEUROCIRURGIA, pode decidir.

Ao diagnóstico ou suspeita de um Aneurisma Cerebral procure um  NEUROCIRURGIÃO o mais breve possível, só ele pode decidir e salvar a  sua vida.

Diretoria Executiva

Sociedade Brasileira de Neurocirurgia – SBN
 
 

SOBRE A ESPECIALIDADE


Sociedade Brasileira de Neurocirurgia – A SBN é uma associação de médicos que exercem a especialidade de Neurocirurgia no Brasil. Fundada há 63 anos, em 1957, tem aproximadamente 3.000 sócios, sendo a terceira maior do mundo na especialidade. Sua missão é garantir o progresso da Neurocirurgia, por meio do incentivo ao aprimoramento da formação do neurocirurgião brasileiro, do monitoramento da prática profissional e da representação dos interesses dos neurocirurgiões. Mantém atividades regulares e ininterruptas no treinamento, ensino e formação do médico especialista em Neurocirurgia, seguindo protocolos e padrões que a colocam entre as melhores do mundo, conforme reconhece a WFNS – World Federation of Neurosurgery. Site: www.portalsbn.org / Instagram @ sbn.neurocirurgia 

sylvia.vieira@medellincomunicacao.com.br