Especialista em marketing e negócios dá dicas para manter os negócios em meio a pandemia

 

Frederico Burlamaqui aponta a chegada da vacina impactará aos poucos na retomada da economia em 2021

Especialista em marketing e negócios dá dicas para manter os negócios em meio a pandemia

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) reduziu a previsão de crescimento da economia mundial de 2,9% para 2,4% para o ano de 2020, esse sendo o menor crescimento desde 2009. O especialista em marketing e negócios, Frederico Burlamaqui, acredita que mesmo com a chegada da vacina, a expectativa é que os negócios ainda sintam o baque da pandemia por algum tempo. “A dica é adaptação. Entender o comportamento do consumidor nesse momento, as estratégias de marketing durante a pandemia e fazer uma gestão eficiente da empresa”, explica.

            Segundo o especialista, a crise causada pela COVID-19 não terá melhora até a conclusão da vacinação em massa. O consumidor manterá hábitos de consumo da pandemia e fará ainda mais restrições de consumo por conta do achatamento da renda e da inflação.  Com as pessoas ainda em casa, os produtos e serviços direcionados para comodidade, manutenção do lar e adaptação da residência como estação de trabalho ainda terão um longo período de crescimento.

“O delivery veio para ficar. O que era tendência, virou urgência.  Estar eficazmente na internet é requisito essencial para o sucesso do negócio”, afirma. Mesmo para as empresas que trabalham com serviços, a inserção no mundo digital é fundamental. “Buscar a transformação digital do seu negócio, investir na tecnologia da empresa, criar meios online para facilitar o dia a dia do seu consumidor é essencial para manter a empresa ativa e com saúde financeira”, explica.

Segundo informações da Mobills, startup de gestão de finanças pessoais, que analisou dados de mais de 160 mil usuários, entre os meses de abril e junho, os gastos com os principais aplicativos de entrega de comida (Rappi, Ifood e Uber Eats) cresceram 94,67% no período, ou seja, quase dobraram na comparação entre janeiro e maio de 2019. “Alguns aplicativos cobram taxas altas para vender seus produtos, então a dica é adaptar o produto para que se torne competitivo onde as pessoas estão consumindo”, explica.

Mesmo em um período difícil, Burlamaqui indica manter a mente sã e avaliar as necessidades da empresa. “Busque parceiros, prestadores de serviço que possam ajudar a empresa a se adaptar à realidade. E, principalmente, esteja muito bem alinhado com seus colaboradores, ofereça treinamentos, ajuste os erros e incentive a participação deles nas soluções para a empresa”, lembra.

Outra dica é cuidar da imagem da empresa. “Se quiser dar sua opinião, seja ela sobre as decisões do ministério da saúde ou políticas, prefira reservar elas para seu perfil pessoal, com filtros de privacidade ativados. A empresa deve ser apartidária, respeitando assim todos os seus consumidores e clientes”, alerta.

Sobre Frederico Burlamaqui Marketing Estratégia:

Consultoria empresarial em marketing e estratégia de negócios, a Frederico Burlamaqui Marketing Estratégia atua nas áreas de branding, gestão de marcas, design estratégico e inovação, por meio de uma metodologia única, que visa escalar o faturamento dos clientes e posicionar cada um deles como referência no mercado em que atuam. A empresa conta com sedes em Curitiba, São Bento do Sul e Porto Alegre.

www.marketingestrategia.com.br

ÚLTIMAS NOTÍCIAS