6 Dicas de Segurança Cibernética para Pequenos Negócios

0
1810

Nós estamos cada vez mais conectados. E, se você tem uma pequena (ou média) empresa ou um empreendimento autônomo, ficar de fora da internet pode significar perder ótimas oportunidades de aumentar sua clientela e divulgar seus produtos e/ou serviços.

É exatamente por isso que investir em segurança cibernética é essencial. Não adianta pensar que só grandes empresas e multinacionais precisam investir em segurança digital, afinal, isso é algo essencial também para você.

Pequenas, médias empresas e mesmo pessoas anônimas são os alvos mais frequentes de criminosos cibernéticos (afinal, são os alvos mais vulneráveis e as chances de êxito são maiores, mesmo que os ganhos não sejam tão altos quanto tentar invadir sistemas de grandes multinacionais).

Separamos seis dicas de segurança cibernética para pequenos negócios, que vão te ajudar a aprimorar sua segurança e claro, a segurança dos seus clientes e parceiros.

 

1. Crie senhas robustas e mantenha-as em segurança

A primeira dica (é também uma das mais fundamentais) é criar senhas fortes para suas plataformas, redes sociais, caixas de e-mail e qualquer outro tipo de serviço. Evite combinações óbvias demais, senhas com informações como seu nome, data de aniversário ou outras informações do gênero.

Além de criar senhas fortes, é importante jamais compartilhá-las com terceiros. E, se quiser facilitar sua vida, use um bom gerenciador de senhas, assim você não corre o risco de esquecer suas senhas ou ter que anotá-las em papéis que se perdem por aí.

 

2. Use uma VPN profissional e confiável

Outro recurso essencial para melhorar sua segurança digital é usar uma boa VPN (Virtual Private Network, ou “rede virtual privada”. Clique aqui para saber melhor sobre o que é uma VPN). Ao baixar uma VPN profissional e confiável, você garante mais segurança para sua rede e seus dispositivos, melhora a criptografia das informações da sua conexão e garante maior privacidade para você e seus clientes.

Outra vantagem de uma boa VPN Brasil é aumentar a segurança dos seus dispositivos quando você precisar se conectar usando redes públicas de Wi-Fi que, por natureza, possuem mais vulnerabilidades.

 

3. Atualize seus apps, programas e sistemas

Outro ponto fundamental é manter seus aplicativos, programas e sistemas operacionais sempre atualizados, principalmente em seus aspectos de segurança. É importantíssimo utilizar sempre softwares originais e evitar versões pirateadas, já que elas não possuem as mesmas atualizações de segurança e, muito frequentemente, vêm acompanhadas de vários tipos de vírus e vulnerabilidades.

Manter seus recursos sempre atualizados (principalmente ferramentas como antivírus e firewall) ajuda seus sistemas a acompanhar as atualizações das principais ameaças, que sempre estão mudando e evoluindo.

 

4. Faça backups com frequência

Também é fundamental fazer o backup dos seus dados com certa regularidade. Isto evita que, em caso de algum imprevisto, você perca informações importantes para seu negócio. Há vários serviços de armazenamento em nuvem (gratuitos e pagos) e você pode realizar cópias seguras dos seus arquivos e informações.

E vale a pena manter backups em plataformas diferentes para evitar imprevistos. Há alguns serviços que oferecem a opção de agendar backups para que eles sejam feitos de forma automática.

 

5. Garanta a segurança da sua rede Wi-Fi

Redes Wi-Fi são indispensáveis para nossas atividades. Elas facilitam a conexão com a internet e a nossa própria mobilidade. É importante garantir que seus equipamentos, como roteadores, estejam com as criptografias mais atualizadas (como WPA2 ou WPA3). Configurar uma VPN diretamente no roteador ajuda a melhorar a segurança da sua rede como um todo.

Também é importante trocar a senha padronizada por uma senha personalizada. Em redes públicas de Wi-Fi, vale a pena acessá-las com dispositivos configurados com uma boa VPN, evitando as vulnerabilidades destas redes e melhorando o nível de criptografia das suas informações como um todo.

 

6. Use a autenticação de vários fatores

A autenticação de vários fatores, também conhecida pela sigla 2FA (Two-Factor Authentication, ou “autenticação de dois fatores”), é um ótimo mecanismo para evitar fraudes, acessos não-autorizados às suas contas e dispositivos e, claro, manter a integridade dos seus recursos e garantir que é você quem está fazendo o acesso.

Em geral, os recursos de autenticação com dois ou mais fatores envolvem uma senha e outro método de autenticação, como um número de série ou código enviado por SMS, e-mail ou chamada telefônica. Se o programa identificar que uma credencial foi comprometida, outros fatores de autenticação podem ser solicitados para garantir que o acesso está sendo feito por um usuário legítimo.

Além disto, estes recursos permitem cadastrar os aparelhos usados para acessar suas contas, solicitando autenticações quando o acesso for feito por outros dispositivos ou redes.

 m.p.a.