Adultos e idosos também precisam atualizar a carteira de vacinação

Array

Vacinas contra pneumonias, meningites, hepatite B, febre amarela, difteria, tétano, entre outras, estão previstas após os 20 anos

Depois da bateria de vacinas recebidas nos primeiros anos de vida, o Calendário de Vacinação prevê outras imunizações em jovens, adultos e até nos idosos. Independente da idade, é importante manter a carteira de vacinação em dia. “Existem mais de 10 vacinas que precisam ser tomadas depois das primeiras imunizações, inclusive após os 60 anos, além das campanhas que surgem devido a algum surto”, alerta a gerente da Clínica Vacinne, a enfermeira especialista em vacinação, Renata Quadros.

Os idosos estão recebendo agora a vacina da COVID-19, mas outras como a pneumocócica, Herpes Zóster, tríplice bacteriana e hepatite A e B também podem ser tomadas após os 60 anos. “A famosa vacina da gripe também é muito importante para essa faixa etária. Ela atenua os sintomas de uma possível infecção e faz com que a imunidade do idoso esteja mais forte para enfrentar a doença”, explica a especialista.

Segundo o Ministério da Saúde, a partir dos 20 anos você precisa se vacinar ao menos contra sarampo, caxumba, rubéola, hepatite B, febre amarela, difteria e tétano. “Algumas vacinas, como a tríplice bacteriana, é recomendado um reforço a cada 10 anos de vida”, alerta a enfermeira.

A pandemia da COVID-19 fez com que as pessoas ficassem mais em casa, e atrasassem as vacinas do calendário. “Cuidar da saúde e receber as vacinas é um direito de todos. Os locais estão preparados para realizar a vacinação em segurança”.

Renata lembra que quem está com a carteira de vacinação desatualizada coloca em risco, não apenas a própria saúde, mas também pode se tornar um transmissor de doenças, em especial para as crianças e idosos. “Para quem não tem mais a carteira de vacinação, pode retirar uma em qualquer clínica particular ou nos postos de saúde. Se não sabe quais vacinas já tomou, o ideal é repetir a dose. Exames de sangue podem confirmar se já existe a imunização de uma determinada doença”, completa.

Sobre a Clínica Vacinne:

Com foco no diagnóstico, prevenção e controle de doenças, a Clínica Vacinne conta com uma gama completa de vacinas exigidas pelo Calendário Nacional de Vacinação, em um amplo e moderno espaço, possibilitando que todo o processo, desde a chegada, documentação e aplicação da vacina, aconteça da forma mais rápida possível, diminuindo o tempo de permanência na clínica e possíveis tensões. Anexo, um posto de coleta LANAC – Laboratório de Análises Clínicas, realiza mais de dois mil tipos de exames e traz a segurança e excelência dos serviços prestados há 30 anos. A Clínica Vacinne fica no Ahú, na Av. Anita Garibaldi, 2075.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS