Banco do Agricultor Paranaense representa esperança para o Paraná voltar a crescer em energia fotovoltaica

O governo do Paraná lançou na terça-feira, 27 de abril, o Banco do Agricultor Paranaense, que disponibiliza um programa de crédito exclusivo com juros subsidiados para agricultores. O banco e o crédito foram apresentados pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e o secretário da Agricultura, Norberto Ortigara, em cerimônia no Palácio Iguaçu.

Na solenidade foi anunciado que projetos de energia fotovoltaica poderão ser financiados com limite equalizado de até R$ 500 mil. De acordo com o que foi informado, programas de apoio à irrigação e de fomento com uso de fontes de energia renováveis, negociadas com o Banco do Agricultor Paranaense, terão equalização integral das taxas de juros em contratações efetivadas até 31 de dezembro de 2022.

Foi previsto também subvenção para operações em obras civis, aquisição de materiais e equipamentos e na elaboração de projetos de geração de energia de fontes fotovoltaicas e outras sustentáveis.

“A gente vê com muito bons olhos esse incentivo porque o importante é baratear o produto paranaense e a energia é um dos componentes mais caros para o produtor. A energia fotovoltaica vem como uma alternativa de energia limpa, renovável e que pode apresentar um custo de investimento mais baixo. Por isso, é importante receber esse incentivo. O Paraná já ocupou o quarto lugar na geração distribuída e potência instalada no país, hoje caímos uma posição. Com incentivos como esse, proporcionado pelo Banco do Agricultor, podemos voltar a crescer, gerar empregos e dividendos para o Estado”, considerou Liciany Ribeiro, coordenadora da Absolar no Paraná, que esteve presente ao evento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui