Idoso de 80 anos vai se recuperar da Covid-19 com atendimento domiciliar

Array

A doença tirou de seu Moacir a esposa e uma filha e o deixou 40 dias entubado; a estrutura montada para atendê-lo conta com médicos, enfermeiros, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo e nutricionista

O Paraná já registrou mais de 10 mil mortes por causa do novo Coronavírus. Duas delas foram a da esposa e a de uma filha do seu Moacir Damaso da Silveira, de 80 anos. Morador de São Mateus do Sul, no interior do estado, ele contraiu o vírus em novembro de 2020 e foi internado. Com a piora do estado de saúde, em dezembro teve que ser transferido para o Hospital do Rocio, em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba, onde havia vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Respirando com ajuda de aparelhos e em estado crítico, ele perdeu dois familiares no mesmo dia, sem chances de se despedir, já que estava inconsciente. Os filhos, que já sofriam com o luto, concentravam as orações para que seu pai vencesse a doença. “Ele [o médico] disse que a medicina já havia feito tudo o que poderia e que, independentemente da nossa religião, era para nos apegarmos muito à fé, porque só Deus poderia reverter a situação”, afirmou o filho Augusto César Silva da Silveira.

Após 90 dias de angústias e aflições, o pai de 12 filhos se recuperou e teve alta no dia 9 de fevereiro. Ao som de aplausos, seu Moacir deixou o hospital e foi recebido em sua cidade da mesma maneira. “É uma vitória estar aqui com o pai dentro de casa. A evolução dele está sendo maravilhosa, então a gente tem vivido momentos muito especiais. Apesar de todo o caos e sofrimento, algo poderoso tem acontecido nas nossas vidas e é o que faz a gente ficar firme”, emociona-se a filha Ângela Silva da Silveira Balemberg.

Seu Moacir conquistou a oportunidade de voltar para casa. Ainda tem um longo caminho de reabilitação para recuperar a saúde e a vida normal. Segundo sua filha, será fácil perto de tudo o que ele já superou. Como teve que fazer o procedimento de traqueostomia e passou muito tempo respirando com ajuda de um ventilador mecânico, ele vai precisar de atendimento médico domiciliar, de enfermagem, de fisioterapia, de fonoaudiologia, de terapia ocupacional e de nutrição para se recuperar por completo.

“Não há lugar melhor em nossa vida do que o nosso lar. O atendimento domiciliar traz comodidade, segurança, bem-estar e melhor aderência do paciente ao tratamento. Ele não precisa sair de casa para buscar tratamento ambulatorial e hospitalar, pois conta com isso em sua própria residência. Além de se reduzir o risco de infecção hospitalar ou complicações decorrentes do internamento em um hospital”, afirma o Gerente Médico da Lar e Saúde, Dr. Rafael Bruzamolin.

A Lar e Saúde tem apoiado os planos de saúde em todo o Brasil, fornecendo equipes de atendimento domiciliar para monitoramento e manejo de sintomas, assim como estruturas para o uso de oxigênio e equipamentos, além de fornecer medicamentos de acordo com a necessidade clínica de cada paciente.

Sobre a Lar e Saúde

A Lar e Saúde presta serviços de Atenção Domiciliar em todo o Brasil desde 2002. Suas equipes são formadas por médicos generalistas e de diferentes especialidades, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas que o paciente necessitar, disponibilizando toda estrutura necessária para um tratamento personalizado e humanizado.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS