Apenas 5% das pessoas lavam as mãos corretamente

Especialista alerta para a importância do ato no Dia Mundial de Higienização das Mãos; o ato previne doenças, inclusive a COVID-19

Dia 5 de maio é o Dia Mundial de Higienização das Mãos, que tem como propósito aumentar a adesão à higiene das mãos nos serviços de saúde, protegendo, assim, tanto os pacientes, quanto os profissionais contra as infecções. Lavar as mãos é essencial para evitar doenças e, consequentemente, salvar vidas. O hábito, realizado de forma correta, pode reduzir o número de mortes relacionadas à diarreia em mais de 40% e os casos de doenças respiratórias agudas em 25%, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

O especialista em bacteriologia do LANAC – Laboratório de Análises Clínicas de Curitiba, Marcos Kozlowski, mostra que lavar as mãos também reduz o risco de contágio de doenças como hepatite B, meningite, gripe e também COVID-19. “É importante higienizá-las de forma correta, com água limpa, sabão ou sabonete. Esfregar a palma e o dorso das mãos e também entre os dedos, por pelo menos 40 segundos. Além disso, o álcool 70% pode ser usado para a limpeza das mãos, pois ele tem propriedades microbicidas eficazes para eliminar os germes mais frequentes que causam infecções”, alerta. Segundo a OMS, o tempo necessário para eliminar os germes é de 40 a 60 segundos, com água e sabonete, e de 20 a 30 segundos com preparações alcoólicas, como o álcool gel.

Um estudo do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em Cambridge, publicado na revista Risk Analysis, analisou como a melhor higiene pessoal pode afetar a taxa de transmissão de doenças, em especial nos aeroportos, para evitar a disseminação global de epidemias: aumentando o envolvimento dos viajantes com a higiene, os pesquisadores estimam que uma pandemia potencial, como a do coronavírus, pode ser inibida de 24% a 69%. Ainda, se a lavagem de mãos fosse o foco de uma estratégia de mitigação da doença em dez principais aeroportos do mundo, o risco de uma pandemia poderia cair potencialmente em até 37%.

Kozlowski lembra que também é necessário lavar as mãos sempre que estiverem visivelmente sujas, depois de pegar no dinheiro, antes de comer, depois de mexer com animais, usar o banheiro, usar o transporte e locais públicos e antes de mexer em bebês.

Segundo estudo realizado pela Michigan State University, nos Estados Unidos, apenas 5% das pessoas lavam as mãos corretamente. O estudo foi baseado na observação do comportamento de 3.749 pessoas em banheiros públicos: 33% não usaram sabonete, 10% sequer lavaram as mãos e apenas 5% lavaram as mãos por tempo suficiente para eliminar todos os germes causadores de doenças.

Sobre o LANAC:

Há 30 anos, o LANAC – Laboratórios de Análises Clínicas se diferencia por se manter, com orgulho, como empresa 100% paranaense. A empresa possui 62 unidades de atendimento em diversos bairros de Curitiba, além da Região Metropolitana, Litoral do Paraná, Ponta Grossa, Palmeira e Rio Branco do Sul. Hoje, o laboratório oferece mais de dois mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos e conta com mais de 400 colaboradores. Recebe exames de 25 laboratórios, atuando como laboratório de apoio. A sede central, com 1.200 m², é o maior centro de análises clínicas de Curitiba. A empresa participa de testes de proficiência do Controle Nacional de Qualidade da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, com nota excelente desde 1992 e mantém a certificação ISO 9001/2015 atualizada desde 2004.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Assine a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui