CD da BRF em Londrina reduz consumo de água e energia com tecnologia

Alinhado aos compromissos da Companhia com a sustentabilidade, CD economiza 20% de energia e reaproveita milhões de litros de água, inclusive da chuva

CD da BRF em Londrina reduz consumo de água e energia com tecnologiaA BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, tem em Londrina (PR) um Centro de Distribuição (CD) que espelha os esforços da Companhia para cumprir seus compromissos com a sustentabilidade. O CD, em atividade há pouco mais de um ano, se consolida como referência em uso de tecnologia e inovação em uma cadeia sustentável. Os resultados são expressivos: o Centro de Distribuição encerrou o primeiro trimestre de 2021 com uma economia de 20% no consumo de energia e o reaproveitamento de mais de 2 milhões de litros de água, com tecnologia inovadora no uso de recursos naturais, inclusive da chuva.

Com uma movimentação média de 20 mil toneladas de alimentos por mês, o CD distribui produtos para municípios do Paraná, de São Paulo e do Centro-Oeste. O uso da tecnologia no complexo logístico integra ações da BRF para cumprir compromissos de sustentabilidade estabelecidos em seu Plano Visão 2030, que inclui aumentar a autoprodução de energia elétrica proveniente de fontes limpas e reduzir o consumo de água.

“A BRF é uma empresa sustentável, preservar o meio ambiente e ser ecoeficiente é nosso compromisso”, diz Mariana Modesto, diretora de Sustentabilidade da BRF. “Estamos permanentemente trabalhando para inovar e encontrar soluções sustentáveis para os desafios que se apresentam em nossa atividade.”

A água residual da movimentação no CD de Londrina, depois de tratada, é usada para o sistema de refrigeração dos produtos armazenados no local.  O prédio tem estrutura no telhado para captar a chuva, usada na reposição de água de condensadores. A sustentabilidade também está nos detalhes. A economia de água está presente no paisagismo do complexo, que adotou espécies vegetais adaptadas ao clima do norte paranaense, dispensando a irrigação.

A economia no consumo de energia elétrica se deve à eficiência dos sistemas de ar-condicionado, refrigeração e luminárias. O CD usa aquecimento solar para a água destinada aos chuveiros dos vestiários, e o calor proveniente do resfriamento do óleo de compressores descongela equipamentos e aquece o piso da câmara de congelados.

Até o piso tem uma contribuição relevante na concepção sustentável, inclusive é premiado por isso no principal ranking de concreto horizontal: em 2020, o CD de Londrina recebeu o Golden Trowel Award, em Las Vegas, na categoria piso mais plano do mundo. A planicidade do piso significa mais eficácia na movimentação das empilhadeiras, sem trepidações, o que reduz os custos de manutenção, traz ganhos de produtividade, mais rapidez e segurança à operação.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER


spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui