Especialista em vacinação dá dicas para preparar as crianças na hora da vacina

Medo, ansiedade, angústia e estresse. Na hora de levar as crianças para vacinar, esses sentimentos tomam conta muitas vezes delas e também dos pais. A especialista em vacinação da Clínica Vacinne, Renata Quadros, acredita que falar para a criança para onde estão indo e o que vai acontecer é o primeiro passo para que o momento não se torne um pesadelo. “Explique para a criança a importância da vacinação e como será esse momento. Assim ela não terá surpresas na hora da aplicação”, indica.

O apoio e acompanhamento dos pais nesse momento é fundamental para mostrar segurança para os pequenos. “Se o adulto que está acompanhando também está apreensivo, isso reflete no comportamento da criança. É preciso calma para acolher os sentimentos dos pequenos e enfatizar sempre a importância da vacinação”, alerta.

Se a criança se recusar a receber a dose, os pais podem ajudar nesse momento. “É preciso conversar e explicar que não existe a possibilidade de não receber a vacina. Caso a criança não aceite, é preciso sentar ela no colo do adulto e, segurando as pernas e braços com o próprio corpo, aplicar a vacina o mais rápido possível, para acabar com o sofrimento do momento”, explica.

A especialista lembra que a maioria das crianças choram mais antes da vacina, do que depois da aplicação. “O medo da dor e a ansiedade do desconhecido que acabam em choro. A maioria das vacinas leva menos de cinco segundos para serem aplicadas”, lembra.

A Clínica Vacinne possui ainda um óculos de realidade virtual, que funciona como uma distração no momento de aplicação do imunizante. “Com a tecnologia, a criança pode escolher o filme ou desenho de sua preferência, que oferece uma distração durante a aplicação”, explica. Uma pesquisa realizada pelo hospital americano Cedar-Sinai, mostrou que pacientes que usaram óculos de realidade virtual tiveram uma queda média de 24% na escala de dor.

A estrutura da clínica foi pensada para que todo o processo, desde a chegada, documentação e aplicação da vacina, aconteça da forma mais rápida possível, diminuindo o tempo de permanência na clínica e possíveis tensões. “Vacinação é essencial para prevenir e evitar doenças. Mesmo com medo, é importante que as crianças recebam todas as imunizações previstas no Calendário de Vacinação e, anualmente, fazer a vacina da gripe, indicada a partir dos seis meses de idade”, finaliza a enfermeira.

Sobre a Clínica Vacinne:

Com foco no diagnóstico, prevenção e controle de doenças, a Clínica Vacinne conta com uma gama completa de vacinas exigidas pelo Calendário Nacional de Vacinação, em um amplo e moderno espaço, possibilitando que todo o processo, desde a chegada, documentação e aplicação da vacina, aconteça da forma mais rápida possível, diminuindo o tempo de permanência na clínica e possíveis tensões. Anexo, um posto de coleta LANAC – Laboratório de Análises Clínicas, realiza mais de dois mil tipos de exames e traz a segurança e excelência dos serviços prestados há 30 anos. A Clínica Vacinne fica no Ahú, na Av. Anita Garibaldi, 2075.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui