Mercadinho Crystal incentiva empreendedorismo feminino

Espaço mostra como parceria pode beneficiar shopping e pequenas empreendedoras

Mercadinho Crystal incentiva empreendedorismo feminino
Shopping de Curitiba incentiva o empreendedorismo feminino
Divulgação/Shopping Crystal

Amizade e companheirismo acompanhadas de cheirinho de pamonha, chocolates e flores, esse é o resumo das terças-feiras no Shopping Crystal.

O empreendimento realiza, desde fevereiro deste ano, o Mercadinho Crystal com produtos artesanais de mulheres empreendedoras, como Gilvani Reinaldi, ou apenas Gil como é conhecida. Ela era repositora de farmácia e durante a pandemia ficou sem o trabalho. Viu no hobby de fazer pamonhas, curau, suco e bolos de milho, uma possibilidade de renda.

Desde 2020, são as receitas da Gostosuras de Milho que garantem a subsistência da família. “Eu sempre produzi as receitas com milho mas era um passatempo. Com a chegada da pandemia fiquei com muito receio e acabei saindo do emprego. Foi aí que me profissionalizei e comecei a fazer os posts no Clube da Alice oferecendo o que eu sabia produzir”, conta.

O produto teve tanto sucesso que chamou a atenção do departamento de marketing do Shopping Crystal, já que no local, há uma loja do Clube da Alice. “Vimos que precisávamos apoiar mais o empreendedorismo, já que ele foi tão forte nesta época de pandemia. Foi quando tivemos a ideia de fazermos uma curadoria e selecionar algumas pessoas para exporem aqui”, contou a gerente de marketing do shopping, Ana Ades.

O Mercadinho Crystal além de trazer novidades como essa, é uma forma de interação e crescimento. “Quando comecei a colocar meus produtos aqui, eu não tinha maquininha de cartão, folder, cartão de visita. As meninas do marketing me deram dicas de como eu poderia melhorar minha divulgação e assim aumentar meus rendimentos. Não ficamos aqui apenas para expor. Trocamos experiências, conversamos e crescemos juntas”, explicou Gil.

Além de Gilvani, outras quatro mulheres empreendedoras expõem seus produtos e possuem outras semelhanças como o fato de terem começado suas atividades em meio a pandemia. Elas se reinventaram, descobriram novos talentos e decidiram se lançar no mercado.

Lígia Garcia Budi, lançou a Canudos e Sabores em 2020 e não conhece os desafios de mercado fora da pandemia. “Não imagino como é ou não vender fora da pandemia. Já fazia os canudos como complemento de renda, mas não estava dando conta. Vi que poderia ser uma oportunidade e decidi me arriscar. Graças a Deus deu super certo e a vinda aqui para o shopping tem me ajudado muito, inclusive criei especialmente um combo para atender as demandas do local”, disse.

As barraquinhas com os produtos são compartilhadas e ficam primeiro andar do shopping, local que possui grande fluxo de pessoas. “Aqui nós temos uma comunidade, nos ajudamos, damos ideias umas às outras e principalmente, nos encorajamos”, relatou a mineira Angélica Ferrari, que veio para Curitiba em plena pandemia para vender os produtos da Trem Combinado, como queijos, doce de leite, cachaça e outros itens mineiros.

Outro ponto em comum de todas as mulheres é estarem antenadas às necessidades do mercado de alimentação. A chef Viviani Souza, criadora da Yellow Mellow, focou em produtos que caibam em um potinho, mas principalmente em atender o público vegano com molhos pestos, geleias e outros itens. “Expor no shopping é um desafio mas vemos como isso gera um valor agregado ao nosso produto”, destacou.

Das 11h até as 19 horas, os frequentadores do shopping podem conferir os produtos alimentícios oferecidos, que remetem as receitas familiares, gerando conforto e bem-estar, afinal, quem não gosta de comer um docinho no meio da tarde. Quem atende esse desejo é a Cuty Cookies, da empreendedora Claudia Mendes, que desde 2014 produz cocadas cremosas, doces com chocolates e outros.

 

Cuidados com lojistas

Desde que o Mercadinho Crystal inaugurou, um dos cuidados tomados pela administração do shopping é de trazer produtos que não concorram com os lojistas. Exemplo disso, é a participação da empresária Adriana Fagotte, da Casa das Canetas. Além da loja já consolidada há anos, ela também optou por colocar em prática uma outra paixão.

Um dos seus passatempos favoritos é a produção de peças de macramê. O que era somente um passatempo deu tão certo, que atualmente a atividade é responsável por 1/3 de sua renda. “Minha filha começou a fazer propaganda para as colegas. Comecei a divulgar em uma rede social e abri um e-commerce. Tive muitas encomendas e quando o pessoal falou do Mercadinho, achei que seria uma boa oportunidade de mostrar mais esse trabalho que faço com tanta paixão. Acho que a ação é uma via de mão dupla porque traz mais movimento para o shopping, já que todas as meninas combinam as entregas aqui e também beneficia quem expõe seus produtos, oferecendo mais visibilidade”, finalizou.

Para deixar o ambiente ainda mais agradável, o shopping conta com música ao vivo pelo Acústico Maria Loka.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui