Vida e SaúdeParticipantes do No Limite podem ter problemas de saúde devido à rotina...

Participantes do No Limite podem ter problemas de saúde devido à rotina no programa

Participantes do No Limite podem ter problemas de saúde devido à rotina no programa
Roupas erradas podem atrapalhar nas provas e até desencadear doenças
No Limite

Estreou nas últimas semanas o programa No Limite, da Rede Globo, no qual 16 pessoas ficam isoladas em uma praia deserta vivendo situações que exigem coragem e resistência física, com recursos limitados e uma série de desafios que vão além da convivência.

Para a disputa é preciso levar um número limitado de roupas e sapatos que, a princípio, deveriam priorizar o conforto e as oscilações de temperatura. No caso dos sapatos, devem ter resistência e capacidade de serem utilizados em diversos tipos de superfícies, como areia, terra e água.

Pouca gente se atenta a isso, mas a escolha do vestuário pode afetar a saúde dos participantes. Nem mesmo eles deram atenção a essa questão, já que alguns levaram shorts jeans, bermudas em tecido grosso, biquínis e sungas que podem limitar os movimentos e sapatos que serviriam para uma simples caminhada.

“Mulheres de todas as idades precisam de higiene genital diária para evitar doenças. Quando falamos de área genital, falamos da área interna e externa da vagina. Uma das orientações para as participantes, que estão a todo momento na água, é a troca da roupa íntima a cada duas horas e limpar a região vulvar com toalha seca e limpa”, afirma Daniele Rosevics, ginecologista do Plunes Centro Médico, de Curitiba (PR).

A consultora de estilo Flávia Braga do BNYOU, aplicativo de beleza e bem-estar, destaca também que as roupas íntimas para pessoas expostas às mais diversas atividades devem ser aquelas com corte à laser, sem costura, com modelagem e tamanho adequado, visando conforto.

“As roupas mais indicadas para acampamentos são roupas leves, com tecidos que façam boas trocas de calor com o ambiente e, principalmente, peças de manga longa e calça comprida, para proteger a pele do sol, picadas de insetos, atrito com a vegetação, bem diferente do que observamos nesse início do programa No Limite”, conta Flávia, do BNYOU.

Para a especialista, os participantes deveriam optar por roupas com elastano, que facilitam as atividades físicas, sem botões, zíperes, detalhes em metal. “Roupas com poliamida podem ser interessantes também, por secarem rápido e pela resistência. Outra opção são peças com filtro solar, o que ajuda bastante”.

Os calçados requerem uma atenção especial, principalmente devido às diferentes superfícies pelas quais os participantes se movimentam, como areia, terra e água. “O ideal é um calçado com solado resistente, mas flexível. Tênis duros podem causar calos e dores. Se pensarmos em corridas, o ideal é que o calçado seja um número maior que o pé para evitar atrito. Tênis com um grau de amortecimento são recomendados também”, explica o ortopedista Alaor Jason Brenner Neto, do Plunes Centro Médico.

Outra recomendação dos especialistas são as peças que se transformam em outras, como calças que viram shorts, blusas de manga longa que se tornam curtas, entre outras opções. “Tecidos impermeáveis, como o nylon, são super indicados também para proteger do clima”, finaliza Fávia Braga.

Maria Emilia Silveira

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui