Ratos e baratas adoram óleo vegetal usado armazenado irregularmente

Óleo vegetal usado, quando descartado de maneira incorreta, traz inúmeros malefícios que vão desde tubulação entupida em condomínios até a contaminação, de forma grave,  do solo e dos rios.  Essas substâncias não podem ser jogadas em pias, bueiros ou ralos por estes motivos, que seriam mais que suficientes para justificar a reciclagem do óleo usado, mas existe outro problema que esse material pode trazer: as pragas.

“Insetos e roedores são atraídos pelo odor do óleo usado. É um material orgânico que possui partículas de alimentos, oriundo de diversas frituras. Essa gordura, armazenada durante muito tempo, ou depositada em canos e tubulações, servem como um ímã para as mais diversas pragas.” explica Vitor Dalcin, diretor-executivo da Ambiental Santos.

Saúde em risco
Esses visitantes indesejados trazem malefícios indiretos para a saúde dos moradores de onde o óleo se acumulou. Saiba quais são esses problemas.

Baratas
Esse inseto não causa doenças, mas carregam e transmitem milhares de bactérias e agentes infecciosos. A barata é atraída pelo cheiro do óleo usado e faz o seu “passeio” pelos alimentos na cozinha, contaminando tudo o que toca. Lembrando que este inseto se alimenta de tudo, incluindo pedaços de plantas mortas,  material fecal, papel, couro e até fios de cabelo caídos. As bactérias e germes que a barata carregam podem transmitir infecção do trato urinário, febre tifoide, tuberculose, conjuntivite, pneumonia, hepatite A e problemas digestivos.

Apesar de raro, baratas também podem morder  unhas, dedos dos pés e outras partes da pele, causando feridas, e a sua secreção contêm substâncias que induzem reações alérgicas que  podem desencadear erupções cutâneas, espirros e formigamentos.

Ratos
Portadores de mais de 35 doenças transmissíveis aos homens e aos animais, os ratos chegam em ambientes com pouca higiene – ou com óleo usado acumulado de maneira inapropriada. Ratos trazem leptospirose, peste bubônica, tifo, salmonelose e hantavirose. Em restaurantes que acumulam óleo usado de forma errada, ou seja, sem vedação, os ratos que chegam até o local começam, a roer fiações elétricas e podem, em casos mais graves, causar incêndios. Esses roedores conseguem destruir chumbo, alumínio, cimento, tijolo e plástico.

Lembre-se que se chegar um casal de ratos em sua residência, em pouco tempo eles serão um verdadeiro exército: Uma fêmea tem até 10 gestações por ano, e cada uma dessas gestações duram 19 dias com até sete crias por ninhada.

O que fazer com o óleo usado?
Enquanto não se chega em um volume considerável para descartar, todo óleo vegetal usado deve ser acondicionado em embalagens que permitam a vedação total, como garrafas pets. O ideal é evitar que este material vaze ou entre em contato com tubulações, ou espaços abertos. Vale entrar em contato coma Ambiental Santos para saber como fazer para agendar a coleta do óleo vegetal de maneira segura e programada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui