Grupo Madero recebe o USGBC Leadership Award

O prêmio da U.S. Green Building Council reforça a liderança do Grupo em práticas de sustentabilidade na América Latina

Grupo Madero recebe o USGBC Leadership AwardO Grupo Madero acaba de receber o USGBC LEADERSHIP AWARD, prêmio da U.S. Green Building Council, presente em 80 países, considerado o Oscar de reconhecimento máximo, para empresas com projetos e construções focados em sustentabilidade, meio ambiente, indivíduos, e comunidade ao seu redor.

Uma empresa que traz no slogan o propósito de fazer o mundo melhor, enxerga além da expansão, proporcionando também experiências valiosas para os clientes e para os colaboradores, como exemplo a partir de suas próprias ações. Diante desse ideal, o Grupo Madero se orgulha de ser a empresa da América Latina, com o maior número de certificados LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). A renomada certificação global leva em conta as ações de preservação e cuidado com o meio ambiente, que o Grupo realiza em diferentes frentes, na construção de seus restaurantes pelo Brasil, na Cozinha Central e na Fazenda Madero.

Criado pelo United States Green Building Council (USGBC), o LEED considera diversos aspectos, como consumo de energia, materiais utilizados e eficiência no uso da água. Entre Madero e Jeronimo,72 restaurantes do Grupo têm certificados LEED nas regiões de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Sergipe, Ceará, Pernambuco, Para, Rio Grande do Norte, Distrito Federal, Mato Grosso, Paraná, Goiás, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, e mais de 11 estão em processo de certificação e 35 registrados para entrar no processo de certificação, em 6 estados do Brasil.

“Estamos muito orgulhosos em ser uma das empresas mais comprometidas na construção sustentável da América Latina. Agradeço aos nossos times de arquitetura e engenharia e a todas as demais áreas, que trabalham diariamente para realizarmos juntos nossos sonhos e projetos”, comenta o chef e empresário Junior Durski, nas redes sociais.

Como o Madero faz um mundo melhor?

Da construção dos restaurantes à Cozinha Central do Grupo, em Ponta Grossa (PR), não faltam exemplos de ações sustentáveis em conformidade com a certificação LEED. A começar pelo sistema de destinação de refugos de obras. Hoje, em média, 90% dos resíduos de obras do Grupo Madero são destinados ao reuso ou reciclagem, diminuindo consideravelmente o impacto no solo. Como a equipe responsável acompanha a obra do projeto até a conclusão, a segurança e eficiência também são garantidas.

Já a Cozinha Central é equipada com uma Estação de Tratamento de Efluentes, a qual trata a água utilizada e devolve à natureza 100% pura e tratada. Essa água é tão limpa que serve como lar para os peixes mantidos no lago na parte externa da Cozinha Central. A partir de suas diretrizes e práticas sustentáveis, o Grupo Madero consegue reduzir em média 35% o consumo de água nos restaurantes Madero Steak House e em 14% o de energia elétrica.

No modelo de negócio Container há uma redução média de 77% do consumo de água, graças ao sistema de reuso de águas pluviais, e 14% de energia elétrica. Esse tipo de restaurante, aliás, é mais um grande diferencial do Grupo, afinal, ele reaproveita estruturas de aço que não poderiam mais ser usadas no transporte de cargas e seriam descartadas incorretamente na natureza. Depois de reformados, eles servem perfeitamente à construção civil e se transformam em espaços descontraídos e confortáveis, por meio dos departamentos de arquitetura e engenharia do Grupo.

Outra ação de impacto significativo nos restaurantes é o monitoramento de CO2. Os sensores conseguem indicar a presença de uma grande quantidade de pessoas no ambiente e, dessa forma, aumentar a renovação de ar – iniciativa de grande importância, principalmente, para o momento atual.

Mas a cereja do bolo foi o lançamento da Ecoparada Madero, que leva no nome o DNA da sustentabilidade, respeitando os padrões ESG (ambientais, sociais, e de governança) e iniciativas que contribuem para a preservação do meio ambiente. O empreendimento tem uma composteira, onde todo o lixo orgânico coletado será utilizado como adubo para os canteiros dos restaurantes do Grupo Madero. Há ainda a captação e utilização de água da chuva para reuso nos banheiros, e irrigação de mais de 4.000 mudas ornamentais e de 320 m² de telhado verde. Outra medida é a captação de energia solar, por meio de placas fotovoltaicas, que produzem energia limpa e alimentam todo o sistema de iluminação e controles, além do ponto de carregamento de carros elétricos no estacionamento.

O projeto arquitetônico é de Kethlen Ribas Durski, onde os visitantes desfrutam de ambientes com muito conforto, modernidade e sofisticação, além do acesso a diversos serviços e conveniência como pontos de recarregamento para bateria de carros elétricos.

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui