História e cultura de Arapongas serão valorizadas com esculturas de aves da fauna regional

Obra composta por 13 pássaros é executada pelo artista plástico Cleir, conhecido por seu amor à natureza

História e cultura de Arapongas serão valorizadas com esculturas de aves da fauna regionalConhecida como ‘Cidade dos Pássaros’, Arapongas, município com cerca de 124 mil habitantes e localizado na região Norte central do Paraná, terá ainda mais motivos para ostentar este título.

Nos próximos meses, a cidade ganhará 13 esculturas de aves encontradas na fauna regional, como uma forma de homenagear a população local e fortalecer o turismo da região.

Localizadas em pontos importantes do município, as esculturas de quatro arapongas, um flamingo, um pavão, um gaturamo, um rouxinol, duas andorinhas, uma gralha azul e duas araras vermelhas terão entre 2 e 3 metros e contarão com adornos de galhos, construídas pelas mãos do artista plástico sul-mato– grossense, Cleir, conhecido por seu amor à fauna, sempre retratados em obras e painéis que são referências em Mato Grosso do Sul.

Agora, em terras paranaenses, dedica seu carinho no que será seu maior acervo de obras que iniciaram em junho e tem previsão de conclusão em sete meses.

“Tem sido uma experiência única. Arapongas é encantadora e morar aqui neste período está fortalecendo minha inspiração para criar as esculturas com muito amor e dedicação, para tornar esta cidade ainda mais acolhedora”, relata Cleir.

Segundo o secretário Municipal de Indústria, Comércio e Turismo de Arapongas, Nilson Carlos Stefani Violato, as obras irão exaltar a alegria e a beleza típicas da cidade, retratadas por meio da sensibilidade do artista Cleir.

“Venho do mundo da arte e acredito que sempre que um aspecto cultural de uma cidade é usado para exaltar e comunicar os seus valores é positivo. Arapongas é caracterizada pela presença de pássaros e vê-los representados numa proposta sustentável como Cleir fez, vai internalizar e incentivar ao povo a valorização de sua imagem. Parabéns ao Cleir pela disposição e por interpretar as aves que representam a presença desses valores”, avalia Violato.

O trabalho está na fase das ferragens, ou seja, a construção da estrutura das esculturas que aos poucos, ganham formas de pássaros, o que já deixa a população curiosa para ver o resultado.

“Acredito que este trabalho ficará maravilhoso. As esculturas vão representar o DNA da cidade. Arapongas é linda e está ficando cada dia mais. O trabalho do Cleir vem somar a nossa bela cidade. Como entusiasta da arte, quero ver nossa cidade sempre linda e cheia de estilo e as obras irão alegrar nossos olhos e se tornarão nosso novo cartão postal”, relata o publicitário Demetrius Orlovas, paulista que há 25 anos reside em Arapongas.

História e cultura de Arapongas serão valorizadas com esculturas de aves da fauna regional

Valorização – Devido à grande demanda de trabalho, Cleir necessitou de auxílio para a execução do trabalho e, fez questão de contratar um ajudante da cidade, valorizando assim, a mão-de-obra local e o auxiliar, Jonathan Cavalcante não esconde a alegria por integrar o projeto.

“É um prazer enorme fazer parte disso, principalmente por conviver com alguém com o conhecimento e visão que o Cleir tem. Para a cidade, é algo que ficará marcado, pois, além do embelezamento, tem a valorização da cultura e o fortalecimento do turismo, destaca Cavalcante.

Sobre o artista – Com quase 30 anos de carreira e obras em Mato Grosso do Sul (entre esculturas e painéis) em Campo Grande, Bonito, Corumbá, Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã, Rio Verde de Mato Grosso, Bodoquena, Aquidauana, Ladário e Bataguassu, Cleir se destaca por seu amor à fauna regional, exposta em detalhes em cada obra. Com respeito ao projeto e cultura da cidade paranaense, o artista pretende mesclar um pouco dessa marca, do seu amor por Mato Grosso do Sul no Paraná, que o acolheu.

História e cultura de Arapongas serão valorizadas com esculturas de aves da fauna regional

 una.assessoria@gmail.com

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui