Livro denuncia o sutil assédio psicológico de relacionamentos tóxicos

O homem não precisa tocar num fio de cabelo da mulher, mas ataca a alma quando aplica o abuso psicológico no relacionamento. São ameaças, constrangimento, humilhação, vigilância constante, isolamento de amigos e parentes, ridicularização, distorcer fatos para que a mulher fique em dúvida sobre sua sanidade mental (chamado também de “gashlighting”).

Situações como essa são invisíveis em relação a ataques violentos contra as mulheres, mas aniquilam a autoestima de milhares de mulheres. O tema é tratado no livro “Assédio disfarçado de Amor”, de autoria da jornalista e consteladora familiar Ana Carvalho e publicado pela Chiado Editora.

Estragos na sanidade mental

É uma ficção que, infelizmente, é vivida dentro de vários lares brasileiros de forma cruel e que atinge não só a alma das mulheres, mas a tira do centro de sua sanidade mental, chegando a duvidar se o que vive é real ou uma fantasia. Homens que usam esse artifício para cometer o abuso são chamados de narcisistas patológicos, causando estragos, mesmo que de forma inconsciente”, afirma a autora.

Na obra, o leitor vai adentrar ao mundo de Helena, cuja narrativa, em forma de memórias, traz informações sobre os relacionamentos tóxicos que a aprisionavam. São memórias que vêm e vão, sem linearidade, assim como é a mente de um ser humano traumatizado pela guerra. Sim, guerra em que a mulher precisou camuflar seus sentimentos, afogar suas opiniões e vai murchando pouco a pouco. Sim, guerra na qual ela entrega autoestima, interesses, essência e se perde dela mesma.

Obra traz caminhos para as mulheres

Mas o livro lança luz de esperança a todas as mulheres que passam por situações semelhantes e acreditam não haver saída. Por meio de muito crescimento emocional, com ajuda dela mesma e das terapias integrativas, Helena liberta-se das amarras e lança suas asas para longe da gaiola chamada relacionamento tóxico que a aprisionava.

A autora afirma que, se as pessoas sentirem incômodo na leitura de “Assédio disfarçado de Amor”, seu objetivo foi alcançado. “Se há uma mulher que sofre, todas nós sofremos juntas. E todas nós devemos nos ajudar, orientando mulheres em situação semelhante a deixar essa condição de submissão”, conclui.

O livro “Assédio disfarçado de Amor” pode ser adquirido na versão física ou virtual no site da Chiado Editora: https://bit.ly/3xNIeFn

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui