Maluquices de beleza do TikTok: conheça 6 tendências perigosas que têm bombado na rede

Time de especialistas explica os riscos dos principais hacks e dicas de beleza que têm viralizado no TikTok, a rede social favorita da geração Z.

Maluquices de beleza do TikTok: conheça 6 tendências perigosas que têm bombado na redeO mundo da beleza é constantemente bombardeado de novas técnicas e tendências. E uma das maiores fontes de tendência nos últimos anos tem sido a internet, principalmente por parte dos influencers. Nesse cenário, o TikTok, rede social muito utilizada pelos adolescentes, tem se destacado, com uma grande variedade de vídeos curtos com dicas e hacks de beleza que rapidamente se tornam virais. O problema é que muitos desses truques de beleza podem trazer mais malefícios que benefícios. Então, para ajudar você a não cair em furadas, consultamos um time de especialistas sobre as principais tendências de beleza que vêm ganhando espaço no TikTok. Confira:

Lábios maiores com cola – Uma das modas do TikTok consiste na aplicação de cola acima dos lábios para dar a impressão de que são maiores. Porém, de acordo com a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, essa prática não é recomendada. “A cola conta com cianoacrilato, que pode irritar a pele e favorecer o surgimento de alergias. Além disso, essa substância é tóxica e não deve ser aplicada tão próxima à boca para evitar o risco de ingestão”, destaca a médica. “Outro problema é o momento da remoção da cola, já que é necessário o uso de acetona ou removedor de esmalte, produtos que, além de serem potencialmente irritantes, podem favorecer o ressecamento da pele da região”, completa.

Dentes alinhados com lixa de unha – Outra tendência que tem conquistado o TikTok consiste em aparar os dentes com uma lixa de unha para torná-los mais alinhados, o que é extremamente prejudicial, podendo modificar a aparência dos dentes de modo permanente. “Dependendo da profundidade, essa raspagem dos dentes com a lixa pode expor uma camada conhecida como dentina, que geralmente está protegida pelo esmalte dental. O resultado pode ser dor e sensibilidade dental, além de maior propensão a cáries, já que a dentina é um tecido poroso e com vários pequenos buracos”, alerta o Dr. Hugo Lewgoy, cirurgião-dentista e doutor pela USP.

Slugging – Também ganhando espaço no TikTok, o Slugging é uma técnica para hidratação da pele que consiste no uso de petrolatos, como a vaselina, no final da rotina skincare noturna, o que deixa a pele com aspecto gosmento. A técnica, por si só, não é problemática, desde que seja realizada nos tipos de pele adequados. “A oclusão promovida pela vaselina é realmente efetiva, inibindo a evaporação da água e formando uma barreira hidrofóbica sobre a pele para melhorar a hidratação. Mas a técnica não deve ser realizada por pessoas com pele oleosa ou acneica, já que a oclusão dos folículos pelo produto pode causar cravos. Pacientes com rosácea também devem evitar o slugging, pois a oclusão pode aumentar a temperatura da pele e piorar o quadro de rubor”, diz o Dr. Daniel Cassiano, dermatologista da Clínica GRU Saúde e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Olheiras de batom e lip tint – Enquanto algumas pessoas estão tentando se livrar das olheiras a todo custo, o visual cansado parece ter ganhado popularidade entre os adolescentes do TikTok, que estão usando batons e lip tints, além da sombra comum para os olhos, para tentar replicar as olheiras. “É importante tomar cuidado na hora de usar cosméticos que não são específicos para a área dos olhos nessa região, que, por possuir uma pela mais fina e sensível, pode sofrer mais facilmente com irritação. E a atenção deve ser redobrada no caso do lip tint, pois, por conter uma grande quantidade de pigmento, possui mais chances de causar alergias e dermatites de contato”, ressalta a Dra. Paola Pomerantzeff. Para quem deseja replicar o visual, o ideal então é apostar nos cosméticos específicos para a região, como a sombra convencional.

Contorno facial com fotoprotetor – Outra moda do TikTok baseia-se na aplicação de protetor solar apenas nos pontos do rosto que você deseja iluminar para criar um contorno facial natural com o bronzeado que se formará nos locais desprotegidos após a exposição solar. “Não passar protetor solar em algumas áreas pode causar uma série de consequências, incluindo desde queimaduras solares ou, por conta do dano cumulativo, alterações mais graves, como câncer de pele ou aceleração do envelhecimento precoce, com consequente surgimento de rugas e manchas”, alerta a Dra. Roberta Padovan, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética. “Uma proteção solar adequada deve ser feita efetivamente com a cobertura de todo o rosto, além do uso de chapéus e óculos de sol”, aconselha a especialista.

Cachos no aquecedor – No lugar de usar babyliss ou chapinha, os adolescentes do TikTok estão apostando no aquecedor, utilizado em algumas casas para aquecer o ambiente, para conquistar cachos, o que pode prejudicar seriamente os fios. “Isso porque o calor pode causar danos térmicos que levam à formação de bolhas dentro dos fios que alteram sua camada externa. Como resultado, os cabelos tornam-se ressecados e quebradiços”, explica a Dra. Paola Pomerantzeff. O recomendado então é apostar nas ferramentas de calor tradicionais, como babyliss e chapinha, que, apesar de também poderem causar danos térmicos aos fios, são mais seguras e apropriadas para essa finalidade. Além disso, você pode apostar em alguns cuidados para prevenir os danos térmicos da chapinha e do babyliss. “Para reduzir a formação de bolhas no interior dos fios, nunca utilize as ferramentas de calor com os cabelos molhados e sempre use um protetor térmico para não prejudicar a cutícula dos cabelos”, completa a médica.

Por fim, vale ressaltar a importância de pesquisar e procurar especialistas antes de adotar qualquer técnica que vemos na internet. “Devemos ficar muito atentos a modismos da internet. O melhor a fazer é não seguir conselhos de skinfluencers. Sempre procure um dermatologista, já que apenas ele poderá indicar uma rotina honesta de cuidados com a pele e que realmente seja adequada para você”, finaliza o Dr. Daniel Cassiano.

FONTES:

*DR. DANIEL CASSIANO: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Cofundador da clínica GRU Saúde, o Dr. Daniel Cassiano é formado pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Doutorando em medicina translacional também pela UNIFESP. Professor de Dermatologia do curso de medicina da Universidade São Camilo, o Dr. Daniel possui amplo conhecimento científico, atuando nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiátrica.

*DRA. PAOLA POMERANTZEFF: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. http://www.drapaola.me/

*DRA. ROBERTA PADOVAN: Médica Pós-graduada em Dermatologia. Graduada em Medicina pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Medicina Estética e Dermatologia pela INCISA. Com participação regular em congressos, jornadas e cursos nacionais e internacionais, a médica é proprietária de duas clínicas, no no Maranhão e em São Paulo, com diversos tratamentos para saúde e beleza da pele. Além disso, atuou como médica residente no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. www.robertapadovan.com.br

*HUGO ROBERTO LEWGOY: Especialista, Mestre e Doutor pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo; Professor Colaborador do Instituto de Pesquisas Nucleares (IPEN) e do Mestrado Profissional em Biomateriais em Odontologia da Universidade Anhanguera (UNIAN); Pós-graduado em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP); Instrutor da filosofia individually Training Oral Prophylaxis (iTOP); Pós-graduado em Implantodontia pela Miami University e University of Berna; Membro do International Team of Implantology (ITI); Consultor Científico da Curaden Swiss.

Últimas notícias

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui