Tubérculos são opções de carboidratos complexos, que geram energia e fazem bem à saúde

Nutricionista reforça que carboidratos não são vilões, mas é preciso se atentar ao que é ingerido para controlar o índice glicêmico.

Tubérculos são opções de carboidratos complexos, que geram energia e fazem bem à saúdeOs carboidratos são fontes de energia para o corpo, porém, muitas pessoas os veem como vilões por não compreenderem a quantidade que deve ser ingerida diariamente ou a diferença entre carboidratos simples e complexos. Quem afirma isso é Fernanda Gularte (CRN- 5232), nutricionista credenciada da Paraná Clínicas – empresa do grupo SulAmérica –, que explica a importância do consumo de hidratos de carbono e também reforça que tubérculos, por exemplo, são opções saudáveis e geralmente de baixo índice glicêmico.

“É necessário que carboidratos estejam presentes no dia a dia e em várias refeições, pois a falta desses componentes pode causar dor de cabeça, cansaço, fadiga e mau humor, por exemplo. A questão principal é a qualidade do carboidrato ingerido. Os carboidratos simples e refinados costumam ter índice glicêmico altíssimo, colaborando para uma rápida absorção, gerando picos de glicose e de insulina no organismo. Isso faz com que a pessoa tenha comportamento ‘beliscador’, queira comer ou sinta fome o tempo todo, fazendo com que o consumo de carboidratos seja exagerado ultrapassando a quantidade calórica ideal ingerida no dia, o que pode levar ao ganho de peso”, explica a nutricionista.

“Os carboidratos complexos, por sua vez, normalmente possuem baixo índice glicêmico e são ricos em fibras e nutrientes, tornando a digestão mais lenta, bem como a absorção da glicose. Isso significa que provavelmente o corpo não acumule excesso de gordura. Os tubérculos são carboidratos considerados complexos e fazem muito bem à saúde por também conterem minerais como magnésio, cálcio e potássio, podendo serem consumidos de diferentes formas”, comenta Fernanda.

A profissional também ressalta que alimentos não processados ou sem conservantes são ainda melhores para uma dieta saudável.

Tubérculos com baixos índices glicêmicos

Segundo a nutricionista, o índice glicêmico varia de acordo com a presença de fibras nos alimentos, a estrutura física e química dos carboidratos dos alimentos e a presença de proteínas e gorduras no alimento ou na refeição. Quanto maior o índice glicêmico, mais facilmente o alimento é digerido e absorvido no intestino, aumentando a glicemia. Assim, os itens alimentícios foram divididos em três categorias: baixo IG 55 ou menos; médio IG 56-69; alto IG 70 ou mais.

A batata doce, por exemplo, é rica em potássio, vitamina A e vitamina C, e também complexo B. O IG do tubérculo é muito baixo, e o carboidrato complexo presente no alimento, somado à quantidade de fibras, torna a batata doce saudável e altamente recomendada para quem faz atividade física. Em 100g do produto cozido, são 76kcal encontradas, 18,42g de carboidrato, 2,7g de fibras e 50 de IG.

A mandioca cozida, por sua vez, contém cálcio, magnésio, fósforo, potássio e vitamina C. Também conhecida como aipim ou macaxeira, o alimento faz bem para o coração, é uma ótima fonte de energia, melhora a digestão e o humor, além de ser muito versátil, podendo seu usada em diversas refeições e com diferentes acompanhamentos. Em 100g do produto cozido, são 125kcal, 30,96g de carboidrato, 1,56g de fibras e 73 de IG.

A Vapza Alimentos possui em seu portifólio batata doce, mandioca e mandioquinhas já prontos, embalados a vácuo e cozidos a vapor. Com muito mais praticidade para refeições com carboidratos complexos. Além disso, há mais de 25 anos no mercado, a empresa possui tecnologia pioneira no Brasil que permite que os itens não possuam conservantes e nem outras substâncias químicas que possam comprometer a qualidade do alimento.

“A Vapza se compromete com um padrão de excelência voltado à alimentação saudável desde o contato com fornecedores ao processo de produção, chegando à distribuição para o varejo tradicional e para o food service. Isso nos coloca no mercado como uma empresa que se preocupa com uma alimentação melhor para todos, ainda mais por termos certificações que atestam a produção orgânica dos alimentos, com embalagens BPA Free e o Padrão Global da BRCGS (Brand Reputation through Compliance) para Segurança de Alimentos” comenta Enrico Milani, CEO da empresa.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui