Incorporadora MDGP utiliza sistema BIM para melhoria de processos de eficiência em seus empreendimentos


A Incorporadora MDGP adota o BIM – Building Information Modeling, modelagem de informação da construção, e agora passa a aprofundar essa tecnologia em suas obras, em parceria com a consultoria da Vistta|S Engenharia. Segundo a National Institute of Building Standards, o BIM é uma representação digital das características físicas e funcionais de instalações e um recurso de compartilhamento de conhecimento para obter informações sobre elas, formando uma base confiável para decisões durante o seu ciclo de vida.

O setor da construção civil representa 7% do PIB brasileiro e, apesar de ser um termômetro do crescimento econômico e geração de emprego, tem um percentual de inovação de 29,6%, bem abaixo da média da indústria do Brasil, que fica em 35,7%.

A tecnologia BIM possibilita executar modelos virtuais de uma construção com todas as suas peculiaridades que, unidas, favorecem a gestão dos projetos em todas as suas etapas, desde o planejamento, orçamentos, execução, e também no pós-obra, na manutenção e uso da edificação.

Segundo a arquiteta, coordenadora de projetos e líder do projeto de implementação do BIM na MDGP-HUMA, Érica Sato, a inovação permite a gestão de projetos e um gerenciamento de obra mais assertivo e eficaz. “O BIM minimiza erros que seriam comuns no processo de projeto em 2D, por exemplo. É possível construir maquetes eletrônicas, unificando as disciplinas de projetos envolvidas, compatibilizando as interferências entre elas e também verificar como ficará cada detalhe na construção, para daí gerar as plantas, cortes e elevações na obra”, afirma.
Além de trazer melhoras nos processos construtivos, o BIM otimiza o trabalho dos profissionais do ramo. “Os empreendimentos modelados em três dimensões e as possibilidades de simulações virtuais deixam os projetos cada vez mais próximos da realidade, o que contribui para o desempenho da obra”, completa.

O sistema permite também priorizar as escolhas do projeto em função de custos e otimização dos recursos aplicados na edificação, com tendência sempre para a sustentabilidade, identificando as características térmicas e acústicas de diversos materiais e sua aplicabilidade na obra. “A sustentabilidade é um pilar importante de todas as obras da MDGP, e a tecnologia BIM chega para aprimorar um menor impacto das obras no meio ambiente, buscando a conformidade com as necessidades de reaproveitamento e melhor aproveitamento dos recursos e materiais”, explica o diretor da Huma Engenharia, Thomas Gomes, que assina as obras da incorporadora MDGP.

Sobre a MDGP – Incorporadora com 14 anos de atuação em Curitiba, reúne profissionais experientes e com vontade de empreender de forma moderna e diferenciada, e tem à sua frente o engenheiro civil Marlus Doria, com 29 anos de experiência no mercado imobiliário. Em suas parcerias, conta com a participação da Aurora Centennial, grupo centenário de origem familiar que opera no Brasil, Estados Unidos e Europa e atua nos setores da indústria da madeira, construção civil, tecnologia e incorporação imobiliária. Saiba mais sobre a MDGP e seus lançamentos acessando www.mdgp.com.br

Últimas notícias

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui