Lactec e Copel reforçam parceria e seguem buscando soluções para o setor energético

Atualmente, as duas empresas trabalham juntas em mais de 30 iniciativas de diferentes áreas tecnológicas

Presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna e o CEO da Copel, Daniel Pimentel Slaviero: A Copel também sempre acreditou na inovação
Presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna e o CEO da Copel, Daniel Pimentel Slaviero: A Copel também sempre acreditou na inovação

O consumo de energia elétrica no Brasil deve triplicar até o ano de 2050. É o que aponta um estudo da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Para que o setor elétrico acompanhe essa demanda, são necessários investimentos e bastante trabalho, considerando fatores como a eletrificação da frota de transporte e a geração de energia de fontes sustentáveis. Duas empresas com sede na capital paranaense já estão arregaçando as mangas.

A parceria entre o Lactec, centro de referência em inovação e pesquisas tecnológicas, e a Copel, Companhia Paranaense de Energia, já dura 62 anos e é rica em frutos, incluindo a maior eletrovia do país, com 12 eletropostos instalados ao longo de 700 km — utilizados para a recarga de veículos elétricos. Também são, atualmente, mais de 30 iniciativas em conjunto em diversas frentes de desenvolvimento tecnológico, para agregar valor ao mercado de energia e aprimorar os serviços prestados à população.

Para o presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna, o que garante o sucesso da parceria é a paixão em comum pela inovação. “O Lactec está aqui para tornar realidade o que vem acontecendo de melhor mundo afora em termos de tecnologia. Não é à toa que nos tornamos um dos melhores centros de pesquisa e tecnologia do país. A Copel também sempre acreditou na inovação e, por isso, nós ainda temos muito a fazer juntos”, pontua.

O CEO da Copel, Daniel Pimentel Slaviero, completa: “O nosso setor terá mais desafios no futuro do que teve até agora. Estamos fazendo o maior investimento da América Latina em smart grids, mas a inovação não se resume aos grandes projetos e passa também pela ampliação de ecossistemas e visão de futuro. Nós pensamos nessa parceria com o Lactec como algo que vai se estender pelos próximos 30, 40 anos”.

 

Sinergia fortalecida em evento on-line

O Lactec promoveu, na última semana, um evento on-line e ao vivo com cerca de 300 colaboradores das duas empresas. Os palestrantes relembraram momentos memoráveis da história em conjunto das instituições e trataram dos desafios atuais do setor energético.

O evento, batizado de Sinergy Talks, teve o apoio do U.S. Commercial Service – Departamento de Comércio da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, para trazer experiências do país norte-americano na transição energética, com a participação de dois especialistas de lá. Brandon Burke, vice-presidente de Políticas e Regulação da Rede de Negócios de Energia Eólica Offshore, trouxe cases de sucesso da implantação de parques eólicos em pontos estratégicos dos Estados Unidos. Angelina Galiteva, presidente do Conselho de Administração do Sistema Operador da Califórnia, apresentou as metas do estado norte-americano para a redução das emissões de carbono nos processos de geração de energia.

Pensando no futuro do mercado de energia, a Copel e o Lactec têm os olhos voltados para temas como a aplicação de sistemas smart grid; o uso de inteligência artificial e realidade virtual; segurança cibernética; robótica; aplicação de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês); Geração Distribuída de energia e mobilidade elétrica.

Até o momento, os projetos realizados pelas empresas cobrem linhas de pesquisa de áreas de Sistemas Elétricos de Potência; Tecnologias em Energia; Sistemas Eletrônicos; Desenvolvimento de Sistemas; Geotecnologia; Energias Renováveis; Materiais de Engenharia e Gestão de Recursos Ambientais.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui