Livro revela necessidade de se repensar a educação com foco em cidadania socioambiental

A obra, publicada pelo Selo Editorial Livros Legais, é resultado de estudo de campo realizado com alunos do Ensino Fundamental em escola pública da Vila Parolin, em Curitiba

A advogada Maria Amélia Rennó Casanova, especialista em meio ambiente e mestre em educação, acaba de lançar o livro “Educação para a Cidadania Socioambiental”, publicado pelo Selo Editorial Livros Legais. A obra é resultado de estudo de campo realizado com alunos do Ensino Fundamental em escola pública da Vila Parolin, em Curitiba. O lançamento aconteceu no Espaço Elefante Voador, do Hostel Bebel, no Vale do Pinhão do bairro Rebouças, na capital paranaense.

A autora explicou que o referencial teórico fundamentou a pesquisa de campo qualitativa como estudo de caso, levantando dados com docentes e equipe pedagógica quanto a conceitos e práticas de Educação Ambiental, e com os alunos, o entendimento de meio ambiente e cidadania. “Os resultados revelaram entendimento genérico e de senso comum de meio ambiente, pela maioria do pessoal escolar”, ressaltou Maria Amélia.

No entanto, o estudo revelou que a Educação Ambiental é considerada como cuidado dos ambientes, desvinculada de uma educação socioambiental cidadã. “A cidadania como visão de respeito ao outro e ao entorno local-planetário não tem relação com o exercício de direitos e deveres”, observou.

A autora também constatou que as práticas de Educação Ambiental caracterizaram-se incipientes, qualificação deficiente do pessoal escolar e a falta de interação dificultavam o desenvolvimento da mesma.

“A pesquisa de campo verificou uma prática pedagógica desconectada do exercício da cidadania”, disse. A autora evidenciou um senso inicial de cidadania, ligado a deveres e não a direitos, numa perspectiva individualista, sem dimensão coletiva.

A realidade de vida apresentou-se socioambientalmente precária; apesar dessa condição, a maioria dos alunos expressou uma visão esperançosa de futuro, sublinhou. “O estudo evidencia a necessidade de a escola repensar a educação sob o foco da cidadania socioambiental”, concluiu Maria Amélia.

Sobre a autora – Maria Amélia Rennó Casanova – graduada em Direito (1994), UFPR, especialista em Meio Ambiente, Desenvolvimento e Educação (2009) e mestre em Educação (2012), ambas pela UFPR. Ex-assessora jurídica do Ministério Público do Estado do Paraná. Advogada colaborativa, mediadora extrajudicial, membro do Instituto Brasileiro de Práticas Colaborativas – IBPC (2016), do Instituto dos Advogados do Paraná (2020) e presidente da Comissão da Advocacia Colaborativa da OAB/PR (2019)

Maria Amélia Rennó Casanova - Foto: Bebel Ritzmann
Maria Amélia Rennó Casanova – Foto: Bebel Ritzmann

Selo Editorial Livros Legais – parceria da NCA Comunicação e Editora, especializada em assessoria de imprensa e produção de conteúdo físico e digital, e da produtora de livros Edição por Demanda. Conta com um conselho editorial, presidido pela professora Vera Karan de Chueiri (UFPR), e formado por mestres de diversas áreas acadêmicas. Produz a edição de teses e dissertações de mestrado e doutorado, coletâneas de conteúdo jurídico de órgãos não governamentais, institutos e escritórios de advocacia e publica de livros de autores independentes. Mais informações em: www.livroslegais.com.br.

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui