Modelo paranaense marca “grande esforço coletivo” em favor do Paraná, diz ministro

Serão mais de R$ 43 bilhões de investimentos privados para mais de 3 mil quilômetros de rodovia no estado

Modelo paranaense marca "grande esforço coletivo" em favor do Paraná, diz ministro
Crédito: Ricardo Botelho/Aescom

Chegar a um modelo de concessão rodoviária que represente a necessidade do Paraná e, ao mesmo tempo, seja atraente e duradouro para os investidores foi possível após um “grande esforço coletivo” de todos os entes envolvidos, analisou nesta quarta-feira (11) o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Junto com o governador do Paraná, Ratinho Junior, o ministro da Infraestrutura apresentou, em Curitiba (PR), os detalhes do projeto de concessão do Governo Federal que garantirá mais de R$ 43 bilhões em investimentos privados para o incremento logístico em mais de 3 mil quilômetros de rodovias no estado.

“Hoje é um dia histórico, que marca a concretização de um grande esforço coletivo que vai nos conduzir a um leilão bem-sucedido. Mas, mais do que um leilão, precisamos de um contrato bem-sucedido. E eu tenho certeza de que será um sucesso absoluto, porque sempre achei que o setor produtivo tinha que ser protagonista, tomar as rédeas e agir como força viva”, destacou o ministro.

TARIFA – A pasta informou que a concessão paranaense seguirá um critério de menor tarifa de pedágio, como sugerido pelo governo local, com um aporte adicional crescente de acordo com cada ponto percentual ofertado como desconto: até 10%, R$ 15 milhões a cada ponto de deságio; de 11% a 17%, R$ 60 milhões; e acima de 17%, R$ 150 milhões. A previsão de redução é de 45 a 50% do valor das tarifas atuais.

Tarcísio explicou ainda que a concessão veio como a cura de feridas enfrentadas há anos pelo Paraná no quesito de infraestrutura e cobrança de pedágios. “O que o estado queria? Tarifa justa, garantia de execução de obras a transparência. Essas feridas no Paraná doíam muito e vinham doendo há muito tempo”, disse.

SERRAS – Outras medidas serão adotadas, tais como implantações de faixas adicionais, vias marginais, construções de 10 contornos municipais, mais de 400 obras estruturais, outras 600 intersecções e retornos, e 190 passarelas. Além disso, todas as serras serão iluminadas, com curvas com traçados corrigidos e áreas de escape para caminhões.

O projeto ainda abrange o monitoramento por câmeras inteligentes para acionamento imediato da operação de socorro, acesso a Wi-Fi para comunicação com a concessionária, e a instalação de pontos de parada e descanso aos profissionais do transporte rodoviário.

Estavam presentes na cerimônia o governador do Paraná, Ratinho Junior, o presidente da Assembleia Legislativa do estado, Ademar Traiano, a secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias do MInfra, Natalia Marcassa, e outras autoridades.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui