Preocupação com o meio ambiente também está na indústria de cosméticos

Questões ambientais estão sempre em pauta. Da mudança de clima ao excesso de lixo nos mares, há diversas preocupações com a natureza que podem ser reduzidas ou evitadas. Muitas marcas nacionais e internacionais, dando atenção a esses alertas do meio ambiente, buscam diminuir ao máximo seu impacto. O uso de produtos naturais, embalagens ecológicas e não fazer testes em animais são algumas das diretrizes para alcançar esse objetivo.

Campanhas mundiais relembram da preocupação ambiental de variadas formas. Em abril, a campanha “Salve o Ralph” atentava para o fim do uso de animais para testes de cosméticos. A versão brasileira do vídeo, com dublagem de Rodrigo Santoro, alcançou quatro milhões de visualizações em dez dias no ar. Em julho, outra campanha global destacava a poluição causada por plásticos de uso único, especialmente nos mares: a ação Julho Sem Plástico. Ainda que pontuais, essas campanhas acabam movimentando o mercado de produtos veganos de forma muito positiva.

A startup curitibana Verdê reúne em sua loja virtual (www.lojadaverde.com.br) mais de 30 marcas que carregam em sua missão a preocupação ambiental. Fundada por Jhony Dallasuanna e Mariana Alves em 2019, a Verdê faz curadoria de produtos eco-friendly e cruelty-free. “Por não poder confiar muito no que se vê nas prateleiras, entendemos que seria interessante ter uma loja para comprar com confiança”, explica Mariana. “Nós somos bem minuciosos, como um filtro para quem compra”, afirma Dallasuanna. “Se o produto não tem nada de origem animal, mas a empresa patrocina rodeios ou desfiles de moda com peles, ele não entra na nossa loja”.

Empresas nacionais e internacionais encontram soluções criativas para contornar problemas como uso excessivo de plástico ou componentes químicos em sua formulação. A sueca The Humble Co., por exemplo, produz escovas de dentes feitas de bambu, com decomposição mais rápida, e fio dental em embalagem de papel. A marca Herbia tem uma toalha facial para remover maquiagens sem precisar usar algodão de uso único.

Shampoos sólidos são outro destaque que vem ganhando força no ramo de cosméticos. Produzidos de maneira natural, reduzem elementos nocivos que podem agredir os cabelos em sua formulação e ainda vêm em embalagens de papel reciclado, como os da Prema Bio Cosméticos. Já a Cativa Natureza, por exemplo, tem sabonetes de argila envoltos em plástico biodegradável e embalados em papel biodegradável.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui