Unimed Curitiba completa 50 anos com ações especiais recheadas de memórias 

Nova sede Itupava foi uma das recentes conquistas da Unimed Curitiba

Uma delas é o Diálogo Saudável com o diretor-presidente da cooperativa. Na sexta-feira passada um evento online celebrou a jornada que a tornou uma das cinco maiores do país

No ano em que completa 50 anos de fundação, a cooperativa programou uma série de ações para comemorar seu cinquentenário. Dentre delas está a veiculação de uma edição especial do Diálogo Saudável em que a jornalista Mira Graçano conversa com Rached Hajar Traya, diretor-presidente da Unimed Curitiba. O bate-papo pode ser acessado no Facebook da cooperativa e cumpre o propósito de abrir um canal de diálogo que aproxima as pessoas daqueles que cuidam da sua saúde e bem-estar. Afinal, são 50 anos de crescimento e cuidado, de histórias, de desafios durante a pandemia, da atuação dos médicos e das conquistas da maior operadora de planos de saúde do Paraná.  

Atualmente uma potência na área da saúde, a cooperativa é resultado de uma ideia que começou com 23 médicos no dia 6 de agosto de 1971. “Se a gente for voltar no tempo para resgatar como tudo isso começou, seguramente posso dizer que foi um ato de ousadia daqueles 23 médicos que, lá no começo da década de 70, resolveram, desejaram e conseguiram instituir uma cooperativa médica naquele momento. Eles quebraram um paradigma na época e criaram uma expectativa boa, mas posso dizer, sem medo de errar, que nem no mais otimista devaneio desse grupo eles poderiam imaginar que essa história teria tal narrativa. Temos mais de 4 mil médicos cooperados que têm o compromisso de manter esse espírito que eles iniciaram. E felizmente nossos princípios basilares vêm sendo perpetuados”, destaca Rached Hajar Traya, diretor-presidente da Unimed Curitiba e cooperado desde 1993.

Esse ato resultou em uma estrutura que cresceu ao longo de cinco décadas a passos robustos, uma construção feita por gerações e gerações de médicos com o propósito de valorizar o trabalho médico (missão essa desde a fundação), de oferecer excelência assistencial e promover saúde e bem-estar aos seus clientes com ética, transparência e valores cooperativistas. Hoje, são cerca de 4.600 médicos cooperados e 551 mil clientes, junto a 1.600 colaboradores, compondo a maior rede credenciada do estado, com 54 hospitais, 245 clínicas de especialidades médicas, 91 unidades de laboratórios, sendo 20 unidades próprias (Unimed Laboratório) e três bancos de sangue.

Comemorações – O marco de 2021 celebra o orgulho de cuidar dessa que é a maior operadora de plano de saúde do Paraná. Para celebrar, a Unimed Curitiba entrevistou pessoas que fizeram parte dessa trajetória e contaram curiosidades, relembraram histórias e fatos. Esses depoimentos estão disponíveis no canal da cooperativa no YouTube e também foram reunidos em boletins especiais que estão sendo divulgados no portal unimedcuritiba.com.br.

A cooperativa iniciou as comemorações de forma solidária, com uma campanha interna chamada Gincana Orgulho de Cuidar. Colaboradores e médicos cooperados se uniram e arrecadaram 70 toneladas de alimentos não perecíveis que foram doados para 24 instituições parceiras e beneficiaram 1,3 mil famílias em situação de risco e vulnerabilidade social. Além disso, na última sexta-feira (6), data do aniversário da fundação, aconteceu um evento online transmitido pelo YouTube para celebrar o orgulho de cuidar que está no DNA da marca.

Histórias de vida – Elas se entrelaçam com a trajetória da cooperativa. Em 50 anos a Unimed Curitiba já fez parte e continua presente na vida de inúmeras pessoas em situações delicadas e, também, de muita felicidade. O nascimento de um filho, o tratamento de uma doença e a superação de um problema de saúde são apenas alguns dos momentos nos quais o plano de saúde é importante. Luiz Felipe Gubert Braga Cortes, vereador e beneficiário da Unimed Curitiba desde maio de 2016, teve experiência com a Unimed Curitiba desde jovem (na década de 80), ainda com seu pai, mãe e irmãos. “E hoje, casado e com três filhos, tenho um carinho muito grande pelo sistema e pelo atendimento recebido. Apesar de a Unimed estar em todo o Brasil, acredito que aqui no Paraná e em Curitiba é referência. Só tenho a agradecer e expressar minha confiança, pois, mesmo em circunstâncias em que é preciso realizar uma negociação, o atendimento se destaca. Agora, com a digitalização de muitos serviços, a exemplo da liberação de exames, temos ainda mais facilidade”, avalia.  

Os médicos cooperados são o coração da cooperativa. Foi através da atuação desses profissionais que a marca se consolidou, cresceu e ganhou relevância na área da saúde. E foi em setembro de 1985 que a cooperativa recebeu a cooperada número mil, Márcia Aparecida Caproni Oliveira Silva. A médica, que atualmente é jubilada e na época atendia como clínica geral, ressalta a importância da Unimed Curitiba para ela: “Em setembro de 1985, no início de minha vida profissional, ingressei na então Medipar. Os primeiros pacientes vieram através da cooperativa e ter tido esse apoio no começo foi um marco muito importante em minha carreira, tenho muita gratidão. Eu me sinto honrada de ter tido a oportunidade de fazer parte dessa cooperativa que só tem sido motivo de orgulho”.

Já a colaboradora Elis Regina Ferreira ingressou na cooperativa no dia 4 de dezembro de 1987, passou por vários setores e, atualmente, é supervisora do setor de Relacionamento com o Cooperado. Elis relembra sua jornada: “quando eu entrei tinham 45 funcionários nas sedes da Rua Clotário Portugal. Eram duas unidades, uma administrativa e outra de atendimento para médicos, beneficiários e prestadores de serviço. Eu era recepcionista e atendia somente office boys das empresas para entregar os selinhos de consultas. Cada selo tinha uma cor de acordo com cada tipo de plano. Quando saímos de lá e viemos para a sede da Rua Itupava foi uma sensação maravilhosa de casa nova, com todos os setores juntos, mas ainda éramos pouco colaboradores. Ali começou a venda de planos pessoa física e nosso atendimento passou a ser imediato, diretamente com os clientes, o que levou à construção de relacionamentos”.

Todas essas memórias acentuam o jeito de cuidar da empresa. Para Rached Traya, “a Unimed Curitiba é uma empresa feita de médicos, atua na área de saúde que, de modo geral, tem isso como principal propósito, então o jeito de cuidar é a nossa essência”.

Parcerias Duradouras – A relação entre a Unimed Curitiba e algumas empresas e instituições é quase tão antiga quanto a própria cooperativa. Data de 1979, por exemplo, o primeiro contrato com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que, hoje, é a contratante mais antiga da cooperativa. O diretor administrativo do BRDE, Luiz Carlos Borges da Silveira, lembra que “nosso contrato começou em setembro de 1979, quando o nome nem era Unimed ainda, era Medipar. Por isso, quando vemos o quanto ela cresceu, dá muito orgulho de ter participado dessa história. Temos uma relação muito boa, que sempre deu muito certo”. 

A clínica de oncologia Instituto Halsted é uma das empresas prestadoras mais antigas da Unimed Curitiba, filiada desde janeiro de 1972. O oncologista João Batista Neiva recorda a evolução da entidade e da cooperativa nessas décadas de parceria. “A convite do professor Manoel Cavalcanti assisti a algumas reuniões que culminaram na criação da Unimed Curitiba. Estava nascendo um novo meio de tornar acessível a assistência médica em nossa cidade. Muito tempo depois, tive a honra de participar da Comissão de Ética [da cooperativa]”.

Desafios e inovações – Nestes 50 anos, a cobertura dos planos de saúde sofreu várias alterações junto com a evolução da tecnologia. Inicialmente, quando não havia regulação do setor de saúde suplementar – a Agência Nacional de Saúde Suplementar foi criada apenas em 1998, quando a Unimed Curitiba já tinha quase 30 anos –, o rol de procedimentos era mais restrito e era a própria cooperativa que decidia o que era coberto ou não pelos planos vendidos. A partir da criação da ANS, todas as operadoras de saúde passaram a ter que ofertar determinados procedimentos obrigatoriamente.  

De acordo com o diretor de Prevenção e Promoção à Saúde da cooperativa, o médico infectologista Jaime Rocha, depois disso havia uma resistência para incorporar novidades à carteira de serviços da cooperativa. Contudo, essa mentalidade vem mudando há alguns anos e permitindo o fortalecimento da relação com integrantes da cadeia de saúde e a promoção de inovação na área, foi-se estruturando um núcleo que avalia essas inovações, o Centro de Pesquisa e Inovações, e que tem conseguido ser muito mais resolutivo do que era antes. Com isso, abrimos portas para melhor se relacionar com aqueles que produzem medicamentos, produtos e materiais, temos canal para ouvir todos os argumentos. Acredito que esse espírito fez com que a Unimed Curitiba crescesse muito e a enxergo crescendo ainda mais nos próximos anos”.

Últimas notícias

1 COMENTÁRIO

  1. Tudo lindo e maravilhoso nessa Unimed CUritiba. Desde que você tenha boa saúde e gaste pouco no plano. Até o momento em que você precisa brigar na justiça para garantir os tratamentos que mantém seu filho especial vivo e ativo. Fazem de tudo para barrar terapias necessárias, e querem empurrar um mínimo de tratamento que não ajuda em nada. Se estivesse faltando dinheiro até daria para entender. mas tem até matéria propaganda em jornal famoso local se vangloriando dos lucros do ano passado. Enfim, peço licença pois vou lá tratar meu esgotamento nervoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui