Curitiba ganha centro de coleta e pesquisa em células-tronco

Iniciativa do Hospital IPO e do Eco Medical Center é um avanço na área médica capaz de aumentar o potencial de regeneração do organismo

Curitiba ganha centro de coleta e pesquisa em células-troncoO Hospital IPO acaba de inaugurar, em Curitiba, o Centro de Referência em Coleta e Pesquisa de Células Tronco – By R-Crio. O Eco Medical Center, que vai abrir as portas na capital paranaense no primeiro trimestre de 2022, também vai fazer parte do centro de coleta e pesquisa afim de avançar os estudos sobre células-tronco nas diversas especialidades médicas.

O CEO do Eco Medical Center, Patrick Gil, acredita que a saúde se faz através da valorização dos médicos e investimento em ciência e pesquisa, por isso o Eco já vai nascer com esse DNA. “Se alguém ainda tem dúvidas da importância da classe médica e cientistas para sociedade, é de dar orgulho ver tudo o que fizeram para neutralizar os efeitos desta pandemia em todo o mundo, e num espaço de tempo inédito”, destaca.

Avanços médicos
No centro de coleta e pesquisa as células-tronco poderão ser captadas de forma simples e em grandes quantidades. Isso será possível pelo fato das coletas ocorrem por meio da captação das células do periósteo do palato, o popular “céu da boca”; de dentes decíduos, como são conhecidos os dentes de leite; e também da gordura retirada nas cirurgias de lipoaspiração.

A partir do cadastro de pacientes, os pesquisadores do centro poderão analisar a patologia e direcionar o caso para um médico que esteja com disponibilidade para a pesquisa com as células-tronco. “As pesquisas com células-tronco representam o pontapé inicial para diversos avanços na área médica. Elas são instrumentos que dão conta de aumentar ainda mais o potencial de regeneração do organismo”, explica o Diretor do NEP- Núcleo de Ensino e Pesquisa do IPO e Eco, Prof. Dr. Evaldo Macedo.

Para o idealizador do Centro de Coleta de Células Tronco e Diretor de Projetos Especiais ANADEM_RCRIO/BlinMed, José Mauro Cunha Pereira, o centro de coleta também vai funcionar como um local de fomento de pesquisa. “Conforme mais médicos forem conhecendo a plasticidade da célula-tronco em relação ao processo de reparação celular, mais fácil será para permitir esse acesso à nova tecnologia”, aponta.

O especialista ainda ressalta a rapidez com que as pesquisas sobre células-tronco têm avançado, lembrando que muitos trabalhos sobre células-tronco embrionárias foram realizados em 2010. “As células-tronco funcionam como um agente de cicatrização, independentemente do tecido lesionado. No futuro, será possível até mesmo criar órgãos a partir de células-tronco”, comenta o médico.

Curitiba ganha centro de coleta e pesquisa em células-tronco
Dr Thiago Fuchs, os gestores do Grupo Eco Daniel Bueno e Patrick Gil, Dr. João Faria e o vice-prefeito de Curitiba Eduardo Pimentel.

Lançamento
O evento de lançamento do Centro de Referência em Coleta e Pesquisa de Células Tronco aconteceu no auditório do Hospital IPO, no último dia 15 de setembro, e contou com a presença de diversas autoridades como o Secretário da Saúde do Paraná Beto Preto, o Vice-Prefeito de Curitiba Eduardo Pimentel, o Presidente da ACP Camilo Turmina, a Diretoria e Presidência da ANADEM, entre outros ilustríssimos presentes.

Sobre o Eco Medical Center: será o primeiro complexo médico conceito no Brasil com gestão integrada e 100% voltado para a locação de espaços voltados à saúde. Com inauguração em Curitiba prevista para o primeiro trimestre de 2022, o empreendimento terá um mix de especialidades médicas que vai facilitar a vida dos pacientes que poderão cuidar da saúde de forma preventiva em um só lugar, inclusive com a realização de exames e cirurgias de baixa e média complexidade. A primeira unidade do Eco vai funcionar em anexo ao Hospital IPO e deve replicar o modelo de gestão do reconhecido hospital que é referência na área de Otorrinolaringologia.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui