Dieta pode modular fertilidade masculina e consumo de nozes melhora qualidade dos espermatozoides

Adicionar nozes a uma dieta de estilo ocidental tem um efeito na expressão de genes do espermatozoide, que respondem bem a essa adição, melhorando e modulando a fertilidade masculina.

Dieta pode modular fertilidade masculina e consumo de nozes melhora qualidade dos espermatozoidesMuitos fatores ambientais e de estilo de vida têm impactos no declínio da qualidade do espermatozoide, sendo a dieta um dos fatores mais plausíveis identificados nos últimos anos. E um estudo do final do ano passado, publicado no periódico Andrology, destaca que adicionar nozes à dieta pode ser benéfico para melhorar a qualidade do esperma, modulando também a fertilidade masculina. “No estudo, pesquisadores avaliaram pela primeira vez o efeito do consumo de curto e médio prazo de uma mistura de nozes (amêndoas, avelãs e nozes) sobre os padrões de metilação do DNA do esperma em indivíduos saudáveis que relataram comer uma dieta de estilo ocidental. A metilação do DNA é um tipo de modificação química do DNA que pode ser herdada e subsequentemente removida, sem alterar a sequência original da molécula”, explica o Dr. Rodrigo Rosa, especialista em Reprodução Humana e diretor clínico da Clínica Mater Prime, em São Paulo. A pesquisa revelou que a inclusão de uma mistura de nozes por 14 semanas melhorou significativamente a contagem de espermatozoides, viabilidade, motilidade e morfologia.

Este estudo foi conduzido em 72 jovens saudáveis, não fumantes. Os jovens ingeriram o equivalente a 60g de um mix contendo nozes, avelãs e amêndoas. Os pesquisadores observaram que a metilação de 36 regiões genômicas foi significativamente diferente entre a linha de base e o final do ensaio apenas no grupo que consumiu nozes, e 97,2% das regiões apresentaram hipermetilação. “Essas descobertas fornecem a primeira evidência de que adicionar nozes a uma dieta normal ao estilo ocidental impacta o DNA do esperma em regiões específicas, de modo a modular a qualidade. Existem algumas regiões sensíveis do epigenoma do espermatozoide que respondem à dieta e que podem resultar em alterações no esperma e em sua capacidade de fertilizar”, explica o médico.

O Dr. Rodrigo Rosa comenta que as nuts (nozes, amêndoas e avelãs) contêm quantidades significativas de ácido fólico e outros nutrientes, que possuem potencial para melhorar a qualidade do espematozoide. “A suplementação de ácido fólico é muito comum em mulheres na fase pré-concepcional, mas temos ciência que o uso do ácido fólico em homens parece melhorar a qualidade do sêmen, aperfeiçoando, inclusive, a movimentação dos espermatozoides”, destaca o Dr. Rodrigo. “Apesar das descobertas, é necessária a realização de mais estudos (e com maior profundidade), para entender o mecanismo envolvido nessa melhora e confirmar os resultados encontrados”, finaliza.

FONTE:

*DR. RODRIGO ROSA: Ginecologista obstetra especialista em Reprodução Humana e sócio-fundador e diretor clínico da clínica Mater Prime, em São Paulo. Membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA) e da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH), o médico é graduado pela Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM). Especialista em reprodução humana, o médico é colaborador do livro “Atlas de Reprodução Humana” da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.

 

LINK: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/andr.12911

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui