Doenças da Retina são a principal causa de cegueira na população com idade mais avançada

Retinopatia diabética, Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) e descolamento de retina são três das principais doenças que afetam o órgão. Data serve para alertar população sobre o tema

Uma fina camada localizada no fundo do olho, responsável por captar a informação da luz externa, transmiti-la ao nervo óptico e depois enviá-las ao cérebro para que as imagens sejam formadas. Essa é a Retina, órgão de fundamental importância para a visão das pessoas, também chamado de “motor dos olhos”. O dia 29 de setembro de cada ano é dedicado a conscientizar a população sobre os cuidados com a Retina, e fazer um alerta acerca das doenças que afetam o órgão, seus tratamentos e formas de prevenção. Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), as doenças da Retina são a principal causa de cegueira na população com idade mais avançada. Por isso, quem está com 60 anos ou mais, precisar estar atento aos sinais.

Segundo o oftalmologista do Hospital de Olhos do Paraná, Dr. Carlos Augusto Moreira Neto, vários problemas podem acometer a Retina, entre eles, destacam-se três: Retinopatia diabética, Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) e descolamento de Retina. Cada um com sua particularidade, porém, que requerem muito atenção dos pacientes. “A DMRI resulta numa afeção degenerativa da mácula, área da Retina responsável pela visão central (visão de leitura, reconhecimento de faces, pequenos objetos, entre outros). Se não tratada de forma adequada, resulta na perda progressiva de visão central. Os sintomas iniciais desta doença são a deformação da imagem (metamorfopsia) e perca de visão central ou percepção de manchas escuras”, explica o médico. Segundo pesquisa da Unicamp, mais de 3 milhões de pessoas convivem com essa doença no Brasil.

Já a retinopatia diabética é caracterizada por alterações nos vasos da retina.  O problema ocorre quando o excesso de glicose no sangue danifica os vasos sanguíneos dentro do órgão. De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil tem hoje cerca de 6,9% de pessoas com algum tipo de diabetes. “Os primeiros sintomas incluem borrões, áreas escuras na visão, dificuldade de distinguir algumas cores e perda da visão central ou periférica”, afirma Dr. Neto. Por fim, outro problema bastante comum nessa região do olho é o descolamento de Retina. Trata-se de uma alteração que se caracteriza pelo desprendimento dessa estrutura da superfície interna do globo ocular, geralmente ocasionada por traumas. “Essa separação interrompe o fornecimento de nutrientes e promove a degeneração celular. O descolamento da retina é uma urgência médica. Se não for tratado adequadamente e de forma rápida, pode evoluir para perda total da visão”, conta o oftalmologista.

O Hospital de Olhos do Paraná possui um setor voltado exclusivamente para a subespecialidade de Retina, com profissionais especializados nesta área da visão.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui