Empresas paranaenses fazem parceria e reduzem custos em 80%

Junção do direito com a tecnologia reduz custos operacionais em cerca de 80% e facilita a vida do empreendedor
Junção do direito com a tecnologia reduz custos operacionais em cerca de 80% e facilita a vida do empreendedor
Diante de um cenário cada vez mais acirrado, as parcerias comerciais ganham novos espaços no mercado. A união de esforços entre empresas de ramos complementares, portes semelhantes ou distintos possibilitam otimizar processos, usar a tecnologia como diferencial competitivo para ambas ganharem agilidade e conquistar novos clientes.



Direito e tecnologia juntos

Nesta linha de raciocínio, duas empresas de Curitiba enxergaram uma oportunidade de estreitar o relacionamento, aproveitar os potenciais complementares e decidiram somar esforços.



Enquanto a Ative emite o certificado digital e tem uma plataforma que permite assinar eletronicamente 99,9% dos documentos existentes, o escritório M2 Advocacia Corporativa providencia os contratos eletrônicos e ajuda os empreendedores a digitalizar toda operação do negócio. Dessa forma, as equipes tornam-se mais produtivas e engajadas – independentemente de suas localizações.



Com isso, os clientes beneficiados por esse conjunto de fatores – que são inéditos no Paraná – recebem atendimento individualizado e suporte em todas as etapas da digitalização, economizam tempo e dinheiro, reduzem custos operacionais em cerca de 80% em relação aos métodos tradicionais, eliminam arquivos físicos para guardar documentos, têm acesso às informações na palma da mão, adquirem toda a segurança jurídica e ainda já obedecem às regras da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.



“Antigamente para assinar um documento era necessário ir ao escritório, fazer impressões de papel, se deslocar ao cartório, enviar por Correios, aguardar a chegada ao destino para que a outra parte fizesse a mesma coisa. Havia muita burocracia. Agora, tudo isso foi resumido em poucas horas”, explica a sócia-diretora da Ative, Paula Renata Nogueira.



“Com a utilização dos contratos eletrônicos, as partes envolvidas nas negociações realizam acordos de vontade sobre determinados objetos com absoluta confiança jurídica, rapidez e com as mesmas cláusulas e teor dos modelos manuais. O que muda é a forma como o documento será assinado”, explica a advogada e sócia da M2, Maria Carolina Nogueira Seffrin.



Segurança

Se por um lado alguns empreendedores ficam receosos quanto à utilização dos contratos eletrônicos e ainda preferem os formatos físicos, a mesma dúvida existe quando o assunto envolve a assinatura dos documentos.



Para ajudar no entendimento, Maria Carolina salienta que os “contratos eletrônicos são aceitos por entidades públicas e particulares em todo território nacional”. Atualmente, 100% das demandas do Tribunal de Justiça do Paraná são realizadas via Processo Eletrônico Digital, o que permite aos usuários a consulta imediata sobre o andamento das ações.



Outros exemplos são relatados pela sócia da Ative. “A Prefeitura de Curitiba estima que até o fim de 2021 esteja com 100% dos serviços tributários oferecidos de forma eletrônica, ficando a critério do cidadão o atendimento a distância ou presencial”, explica Paula Renata Nogueira.



E ela complementa. “Desde agosto de 2020, todos os processos na Junta Comercial do Paraná também são feitos de maneira eletrônica. Em abril deste ano, o empresário levou em média 1 dia e 14 horas para abrir um negócio no Estado – redução de 17 horas no comparativo com abril de 2020 (2 dias e 7 horas) e 73 horas em relação a abril de 2019 (4 dias e 15 horas). Isso é maravilhoso”.



Exemplos

Entre as companhias que já experimentaram os benefícios tecnológicos e dos meios eletrônicos para agilizar os negócios, destaque para a Associação Comercial do Paraná, Bluefit, Unimed, Azul, Ebanx e Grupo Massa.



“Tudo foi otimizado. A união do direito com a tecnologia está revolucionando as empresas, independentemente do ramo de atuação ou do porte dos negócios envolvidos. Por isso, queremos ampliar nossos negócios em 60% em relação a 2020”, finaliza Paula.



Vantagens da parceria comercial

– Atendimento individualizado e suporte em todas as etapas da digitalização

– Melhores oportunidades para as empresas atendidas

– Redução estimada de 80% nos custos operacionais

– Absoluta segurança jurídica e obediência às regras da LGPD

– Autenticidade e integridade dos dados

– Agilidade e simplicidade nos processos

– Junção de competências individuais inéditas no Paraná

– Zero burocracia

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui