Inovação no ensino: equipamento de telemedicina começa a ser utilizado na formação de médicos da Faculdade Pequeno Príncipe

Durante fase de adaptação, ferramenta que permite a realização de exames físicos à distância, está sendo utilizada nas aulas de Habilidades Médicas e Comunicação

Atenta ao desenvolvimento de novas tecnologias que possam contribuir para o processo de aprendizado dos estudantes, a Faculdade Pequeno Príncipe (FPP), em Curitiba, de forma inovadora, começa a desenvolver atividades com a utilização do TytoCare, ferramenta que possibilita a realização de exames físicos à distância.

Com uma tecnologia de ponta, o equipamento possibilita a comunicação entre médico e paciente e a realização de exames físicos, como otoscopia, oroscopia, exame dermatológico simples e auscultas cardíaca e pulmonar de qualquer distância, desde que possua sinal de internet. O recurso de telemedicina, tem sido usado na FPP durante as aulas de Habilidades Médicas e Comunicação 2 e 4, com supervisão da Profª Me. Trissia Maria Farah Vassoler e auxílio da equipe de laboratório, composta pela Prof. Karyna Turra e Dr. Oswaldo Nelson.

“O Tyto traz a oportunidade da discussão simultânea, uma vez que docentes e acadêmicos têm a chance de ver e ouvir a mesma coisa, ao mesmo tempo. Conseguimos entender, por exemplo, a dinâmica de determinado som respiratório. Isso enriquece e fortalece o aprendizado, porque saímos do aspecto imaginativo”, explica Trissia.

A diretora da Tuinda Care, distribuidora exclusiva da tecnologia TytoCare no Brasil, Ana Carolina Lucchese, explica que “o equipamento possui inteligência embarcada, ou seja, permite a captura fiel de imagens e sons. Isso faz com que os resultados de exames sejam precisos e imediatos”.

Após a fase de adaptação, a utilização do equipamento se estenderá aos outros cursos e docentes da FPP.

Inovação no ensino

A utilização do TytoCare como ferramenta de ensino faz parte do conceito de metodologias ativas implantado na FPP para o ensino da saúde em todos os cursos de graduação.

De acordo com a Prof.ª Trissia, a ideia é criar um banco de sons e imagens que poderá ser utilizado tanto para aprendizado quanto para avaliações. O projeto ainda está na fase inicial, de coleta de informações, e deverá contar com a aprovação do Conselho de Ética de Pesquisa. “Esse será um banco de alimentação contínua, com dados coletados no Hospital Pequeno Príncipe”, afirma.

O TytoCare contribui para tornar a telemedicina, técnica de atendimento à distância, mais segura e eficaz. “A pandemia expandiu essa modalidade de atendimento, que deve permanecer no período pós-pandêmico. Vamos ter a oportunidade de preparar os estudantes durante o período de formação a serem profissionais que podem atuar nesta modalidade, com qualidade”, explica Trissia.

 Sobre a Tuinda Care

A Tuinda Care é uma startup que tem o objetivo de expandir o acesso a cuidados em saúde de qualidade no Brasil por meio da telemedicina. É distribuidora exclusiva da tecnologia TytoCare no território nacional, com o propósito de conectar o médico ao seu paciente, sem limite de distância, garantindo excelência médica a cada atendimento. Conta com o apoio dos hospitais Pequeno Príncipe (PR) e Sabará (SP) como aceleradores.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui