Curso de inglês no Brasil é essencial para realizar sonho de estudar nos EUA

Brasileiros são a quinta nação do mundo mais presente nos corredores de instituições americanas, que exigem testes de proficiência para comprovação do conhecimento na língua inglesa

Viajar para os Estados Unidos para fazer uma graduação, pós-graduação ou outros formatos de cursos livres ou profissionais é o sonho de muitos brasileiros. Para realizar este desejo, há a necessidade de anos de planejamento por vários motivos, mas também pelo conhecimento do inglês, fundamental para conseguir acompanhar o ritmo das aulas desde o primeiro dia.

O Brasil está na lista das nações com o maior volume de estudantes estrangeiros em solo americano. No ano acadêmico de 2019 e 2020, os brasileiros ocuparam a 5ª posição entre o número de estudantes internacionais nos Estados Unidos, de acordo com dados do relatório Open Doors. Somente os chineses, indianos, sul-coreanos e canadenses estão mais presentes nas escolas americanas.

Outro número que se destaca é que, em 2020, o Brasil teve uma redução 0,2% no número de estudantes. O número foi ínfimo na comparação com a performance de outras nações presentes no top 10, que tiveram quedas mais expressivas, como a de 16,9% dos franceses ou de 10,6% dos chineses.

As matrículas em cursos de instituições americanas ganharam ainda mais corpo até mesmo em função da flexibilização da entrada no país para brasileiros que detêm o visto de estudante.

Desde abril deste ano, os brasileiros com visto para high school, o ensino médio americano, ou universidade (categoria F) e cursos profissionais ou não acadêmicos (categoria M) e matriculados em instituições dos EUA estão liberados para embarcar para o país. Turistas, por ora, precisam fazer uma quarentena de quatorze dias em outros países antes de pisar em solo americano.

Conhecimento prévio

As instituições de ensino exigem testes de nivelamento e proficiência em inglês – ao contrário das pessoas que viajam aos EUA para aprender ou aperfeiçoar o próprio nível da língua. Cada instituição americana pode exigir um nível mínimo de conhecimento, mas, em geral, elas adotam testes internacionais de proficiência.

Para os interessados em estudar nos EUA, é importante se atentar ao método de ensino das escolas idiomas. A inFlux English School, por exemplo, se preocupa em garantir que o aluno não faça traduções literais do português para o inglês em sua cabeça, unindo as abordagens Lexical e Comunicativa. Para tal, a forma de ensino usa os “chunks”, as combinações de palavras mais faladas pelos nativos da língua inglesa, o que simplifica e dá mais velocidade ao aprendizado do estudante.

Como prova de sua eficiência, a inFlux English School oferece um “Compromisso de Aprendizado”. Trata-se de uma garantia em contrato de que o aluno será capaz de alcançar, em até dois anos e meio, 700 pontos ou mais no TOEIC® (Test of English for International Communication), um dos testes internacionais de proficiência mais aceitos em empresas ao redor do mundo. Essa pontuação equivale ao nível de inglês para cargos de alta gerência e diretoria em muitas multinacionais e a porta de entrada para a maioria dos cursos dos EUA.

Além dos cursos presenciais, a instituição oferece um método de ensino híbrido, que se disseminou rapidamente em meio à pandemia. O inFlux Hybrid, como foi chamado, uniu o melhor dos mundos online e presencial no método inFlux. Os alunos têm a praticidade do online, estudando onde e quando quiserem, mas sem perder a experiência e a motivação das aulas presenciais.

“O inFlux Hybrid é uma plataforma inédita no mercado brasileiro, pois oferece experiência exclusiva e interativa, na qual o aluno aprende e pratica o vocabulário com dinamismo, o que facilita a absorção do conteúdo e acelera o aprendizado”, explica o CEO da InFlux, Ricardo Leal. O formato híbrido está presente em todas as unidades da marca no país.

Entre os diferenciais, está o uso da inteligência artificial, que auxilia na oferta de experiências e de interatividade para os alunos da modalidade. “A inteligência artificial e as mecânicas interativas de exercícios proporcionam aprendizado mais efetivo e dinâmico, resultando em uma verdadeira imersão para o aprendizado rápido da língua inglesa”, diz Leal.

Sobre a inFlux

Com mais de 150 franquias no Brasil, e mais de 50 mil alunos, a inFlux Escola de Idiomas está presente em 18 estados e no Distrito Federal, a escola de idiomas é reconhecida por oferecer a garantia do domínio do inglês mais rápido. A metodologia eficaz permitiu a criação do Compromisso de Aprendizado inFlux, uma garantia de que em dois anos e meio o aluno alcança 700 pontos ou mais no TOEIC® (Test of English for International Communication), um dos testes de proficiência mais reconhecidos no mundo. Vale ressaltar que essa pontuação equivale ao cargo de diretoria de muitas empresas multinacionais. Caso os 700 pontos não sejam alcançados ao término do curso, a inFlux garante o estudo gratuito do aluno até alcançar essa pontuação. Há 17 anos no mercado, a marca, criada em Curitiba, capital do Paraná, conquistou pela 9ª vez o título de Destaque de Excelência em Franchising pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Com esse resultado, a franqueadora paranaense se torna a rede mais premiada da década pela ABF, sendo a única do País a ganhar o prêmio por mais de oito vezes. Além disso, recebeu o Selo 5 estrelas do prêmio Melhores Franquias do Brasil 2018,2019 e 2020. Confira no site www.inFlux.com.br.

 

 

 

 

 

 

 

 

26

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui