Palestra gratuita discute sobre experiência internacional

Profissionais renomados dão dicas e falam sobre os benefícios de estudar no exterior em webinar interativo

Estudar no exterior é uma ótima oportunidade para conhecer pessoas, experimentar coisas novas e desenvolver seus interesses. A experiência de morar em outro país leva ao desenvolvimento de habilidades profissionais e pessoais valiosas como adaptabilidade, comunicação, autoconsciência e confiança.  Mas o que muita gente não sabe é que essas experiências não precisam ser longas. E é por isso que o tema da próxima edição do Talking Business, webinar promovido mensalmente pelo Global Hub em parceria com a escola superior de Gestão, Comunicação e Negócios (ESGCN) e escola Politécnica (ESPU) do Centro Universitário Internacional UNINTER, vai falar sobre Como uma experiência internacional curta pode impactar sua carreira, no próximo dia 28 de outubro às 19 horas (BR), 6pm (EST).

Curso profissional, intercâmbio de idioma, semestre no exterior são apenas alguns exemplos de como um curto período fora do país pode mudar a vida de alguém em vários aspectos. Recentemente, o Instituto de Educação Internacional de Estudantes (IES Abroad) realizou uma pesquisa para explorar o impacto a longo prazo do estudo no exterior sobre a vida pessoal, profissional e acadêmica dos alunos. 95% dos estudantes pesquisados admitiram que estudar no exterior serviu como catalisador para o aumento da maturidade, 96% relataram aumento da autoconfiança e 95% disseram que a experiência teve um impacto duradouro em sua visão de mundo. O tempo no exterior pode ser curto, mas o aprendizado é para a vida toda.

“Minhas experiências internacionais me transformaram em quem eu sou hoje, não sei o que seria de mim sem elas. Nem imagino.” A declaração é de Mauricio Salles, cofundador do Laboratório de Redes Elétricas Avançadas (LGrid), professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, e um dos convidados do Talking Business para falar sobre o assunto. Salles conta que já na primeira vez que foi morar fora do país, em Londres, sua concepção de vida e de mundo se transformou. “Comecei a enxergar o mundo invisível das pessoas que trabalham nas cozinhas de restaurantes, na limpeza de lojas e escritórios, nas lojas de fast food, nos lava-rápidos etc”, diz o professor que espera compartilhar alguns erros que cometeu e estratégias que deram certo.

Estudar no exterior também foi um divisor de águas para a advogada Stephanie Charles, que está ansiosa para compartir as reviravoltas inesperadas de sua própria jornada. “A experiência ampliou meus horizontes sobre o que eu queria fazer, o porquê e aonde”, diz Stephanie que cresceu no Haiti, e fez faculdade nos Estados Unidos, seu primeiro passo para conquistar, ao longo do tempo, uma carreira jurídica extremamente bem-sucedida focada em transações financeiras internacionais na América Latina.

Cerca de cinco milhões de estudantes viajam para o exterior anualmente em busca de cursos superiores, e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) prevê que esse número aumente para oito milhões até 2025, com a normalização da mobilidade. “Fazer um intercâmbio estudantil ou realizar um curso no exterior é um importante diferencial na vida profissional. Não apenas porque podemos estudar em uma outra instituição e colocar isto no currículo, mas principalmente porque podemos agregar conhecimentos importantes que nos permitem olhar a nossa realidade por um outro ângulo”, opina Guilherme Carvalho, professor doutor e coordenador do Curso de Jornalismo da UNINTER, e o terceiro convidado do Talking Business. Segundo ele, a experiência internacional permite que se encontre respostas para situações que são normalizadas ou parecem não haver alternativas.

Seja qual for o cenário – lavar louças em um restaurante, intercâmbio cultural, ou curso de especialização – esta exposição internacional forma o ambiente perfeito de aprendizagem. Segundo Jason Dyett, mediador do Talking Business, vice-presidente e cofundador do Global Hub, os detalhes diferem, mas o núcleo de abordagem é o mesmo. Não há forma melhor de aprender do que se rodear de pessoas que sabem mais do que você. Os avanços acontecem rapidamente. As vitórias e os desafios são marcantes. A resiliência, a humildade e a adaptabilidade requeridas e adquiridas no processo são importantes em qualquer carreira bem-sucedida e para qualquer contratante”, explica Jason.

E os convidados do próximo Talking Business têm muito a dizer sobre Como uma experiência internacional curta pode impactar sua carreira. Saiba mais sobre eles:

Maurício Salles – Cofundador do LGrid, laboratório de pesquisa voltado para redes elétricas de última geração, e professor doutor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Salles foi Pesquisador Visitante na Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas John A. Paulson da Universidade de Harvard entre 2014 e 2015. Ele foi membro da equipe de pesquisa do Instituto de Máquinas Elétricas da RWTH Aachen University, uma universidade pública na Alemanha, de 2006 até 2008. É doutor em Engenharia Elétrica e Eletrônica pela Universidade de São Paulo e mestre em Geração Eólica e Sistemas de Energia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

 

Stephanie Charles – Advogada Associada na Cleary Gottlieb Steen & Hamilton LLP, uma empresa pioneira na globalização da profissão jurídica com 16 escritórios nos principais centros financeiros do mundo. Se concentra em transações financeiras e corporativas internacionais, com ênfase na América Latina. Stephanie obteve seu Juris Doctor (JD) pela Harvard Law School (HLS) e se formou em História e Ciências pela Harvard College. Enquanto estava na faculdade de direito, ela atuou como advogada-estudante para famílias com necessidade no Harvard Legal Aid Bureau e como conselheira de pré-direito para estudantes de graduação. Antes de estudar na HLS, ela foi Post-Graduate Fellow no David Rockefeller Center for Latin American Studies de Harvard em São Paulo, Brasil. Durante a faculdade, fez estágios no Brasil e no Chile. Stephanie é fluente em inglês e português, proficiente em espanhol e fala francês e crioulo haitiano nativos.

 

Guilherme Carvalho – Professor doutor e coordenador do Curso de Jornalismo da UNINTER, onde também é membro do Comitê de Ética em Pesquisa. A área de atuação de Guilherme é a Comunicação, com ênfase em Jornalismo Sindical e RP. Além do trabalho na UNINTER, é professor do Programa de Mestrado em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). De 2012 a 2015 foi Presidente do Sindicato dos Jornalistas do Sul do Paraná. Guilherme é doutor em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), mestre pela Universidade Federal do Paraná e graduado em Comunicação e Jornalismo pela UEPG.

Com transmissão simultânea em inglês e português, o que faz do Talking Business, além de aumentar seus conhecimentos, uma ótima oportunidade para o público que busca aprimorar o seu inglês, o webinar sobre Como uma experiência internacional curta pode impactar sua carreira será transmitido pelos canais oficiais da Uninter Brasil e do Global Hub Uninter no Youtube.

Para participar de forma gratuita, inscreva-se aqui!

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui