Raio-X: especialista dá dicas para aumentar fluxo de clientes e as vendas do varejo

Interação online é essencial para o sucesso dos negócios; primeiro trimestre registrou aumento de 57,4% nas compras online

Raio-X: especialista dá dicas para aumentar fluxo de clientes e as vendas do varejo

Um estudo realizado pelo IDC a pedido da Infobip revela que o Brasil lidera o ranking de compras no e-commerce na América Latina: com 88% dos brasileiros compraram online desde o início da pandemia. Só no primeiro trimestre do ano, foram realizadas 78,5 milhões de compras online, um aumento de 57,4% em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo pesquisa da Neotrust.

O especialista em marketing e estratégia de negócios, Frederico Burlamaqui, afirma que já passou da hora das empresas se profissionalizarem nas vendas online. “A venda online não é plus, é essencial para o sucesso da empresa. Além de vender, é preciso interagir com o cliente, conhecer o perfil de quem compra e antecipar as necessidades deles”, explica.

Estudo do Google apontou que 47% dos compradores planejam continuar usando a opção de comprar online com retirada em loja próxima. Outros 67% afirmaram que gostam de verificar um item online, antes de se dirigir a uma loja física. “Isso prova que a presença online não é um complemento e sim, tem que fazer parte da estratégia e raiz das empresas. Oferecer a compra online e retirada na loja também é uma estratégia para que os clientes visitem o espaço físico e aumente as chances de comprar outros produtos”, lembra.

Como a compra online não permite que o cliente manuseie o produto, investir em avaliações dos clientes garante que o novo comprador possa conhecer mais sobre o item que está buscando. “As empresas podem criar campanhas para incentivar essa avaliação, oferecer um desconto na próxima compra, um bônus no frete. Porém, precisam estar preparadas para sanar as dúvidas e reclamações que irão surgir”, explica Burlamaqui.

O frete também conta na decisão de compra. De acordo com a pesquisa da Neurotrust, no primeiro trimestre de 2021, 53% dos pedidos foram entregues sem que o consumidor pagasse pelo frete. No primeiro trimestre de 2020, a porcentagem de entregas gratuitas era de 47%. “O efeito do frete grátis no cérebro do consumidor é decisivo na hora de fechar a compra. Por mais que o valor esteja incluído no valor do produto, é satisfatório para o consumidor ver que não está pagando pela entrega”, afirma. Pesquisa do E-commerce Trends mostrou que cerca de 80% dos abandonos de carrinho são causados pelo valor da entrega.

O especialista lembra que é preciso estar presente no mundo digital, seja por meio do site, das redes sociais ou interações diretas com o cliente, como whatsapp e newsletters. “Quanto maior a presença digital, maior a chance de impactar o público com seu produto. Porém é preciso atenção, dedicação, estudo e tecnologia para que esse impacto faça sentido para o consumidor, e resulte tanto na venda, como na fidelização desse cliente”, finaliza.

Sobre Frederico Burlamaqui Marketing Estratégia:

Consultoria empresarial em marketing e estratégia de negócios, a Frederico Burlamaqui Marketing & Estratégia atua nas áreas de Marketing, Estratégia de Negócios, Gestão de Marcas e Gestão Comercial, por meio de uma metodologia única, que visa escalar o faturamento dos clientes e posicionar cada um deles como referência no mercado em que atuam. Consultoria de Marketing mais recomendada no Sul do Brasil (de acordo com o Google Places), já gerou mais de R$ 500.000.000,00 em faturamento para clientes de todos os portes. A empresa conta com escritórios em Curitiba (PR), São Bento do Sul (SC) e Porto Alegre (RS) .

www.marketingestrategia.com.br

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui