Ano Olímpico: doações incentivam o esporte em comunidades periféricas

Imposto Solidário é uma oportunidade de destinar recursos para o incentivo do esporte nas comunidades

Ano Olímpico: doações incentivam o esporte em comunidades periféricasOs Jogos Olímpicos realizados este ano em Tóquio mostraram a melhor participação do Brasil nas Olimpíadas. Os números após a Rio 2016 apontam um caminho para o incentivo aos esportes. O que poucos brasileiros sabem é que é possível contribuir para essa jornada sem gastar um centavo a mais com isso. Até 30 de dezembro os contribuintes podem destinar até 6% do Imposto de Renda para a Lei do Incentivo ao Esporte (caso já não tenha destinado esse percentual para outras leis como fundo da infância, cultura ou idoso), uma oportunidade de beneficiar instituições sociais que realizam práticas esportivas em áreas de vulnerabilidade social.

Para muito além das próximas edições dos Jogos Olímpicos, como Paris em 2024, o esporte é uma porta aberta para a autonomia, disciplina, convivência em grupo, e ainda estimula hábitos saudáveis. “Se incentivado nas diversas frentes, o esporte é um caminho para um futuro com infinitas possibilidades. Com o Imposto Solidário, o contribuinte tem a oportunidade de beneficiar crianças e adolescentes que muitas vezes têm sonhos ligados à prática esportiva” reforça Rodolfo Schneider, gerente de engajamento e mobilização de recursos do Marista Escolas Sociais.

Calculadora online mostra quanto você pode doar

Com a intenção de explicar o passo a passo para efetuar uma doação via Imposto de Renda, o Marista Escolas Sociais, que atende mais de 7 mil crianças, adolescentes e jovens em 19 Escolas e Unidades Sociais localizadas em áreas vulneráveis nos Estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, disponibilizou informações para apoiar o contribuinte a identificar qual é o potencial de doação de cada contribuinte. Para acessar, a pessoa deve ter o recibo da sua última declaração para checar o valor do seu imposto devido e acessar o site impostosolidario.org.br.

Incentivo ao esporte nas comunidades

Um dos projetos que pode receber recursos vindos do Imposto Solidário vai beneficiar mais de 2,1 mil alunos de 10 escolas sociais localizadas em três Estados e 10 cidades: Curitiba, Almirante Tamandaré, Ponta Grossa e Cascavel no Paraná, São Paulo e Ribeirão Preto, em São Paulo e Florianópolis, São José, Caçador e Criciúma, em Santa Catarina.

Os recursos vão garantir equipamentos de esportes coletivos como basquete, futebol, futsal, tênis de mesa e vôlei. Assim como itens para práticas de artes marciais, ginástica artística, qualificação dos espaços, e novos investimentos em diversas novas modalidades esportivas e profissionais de educação física.

Por que doar no final do ano?

Segundo dados da Receita Federal, o potencial de doação dos brasileiros via Imposto de Renda supera os 4% bilhões e menos de 3% das pessoas fazem essa destinação. “Com atividades retomadas nas instituições é necessário entender que muitas necessitam de ampliação de atendimentos, expansão de espaços, até a superação de “gaps” causados pela pandemia, por exemplo. As destinações desse período serão fundamentais para garantir um próximo ano de recuperação para as organizações”, reforça Schneider.

Marista Escolas Sociais

Marista Escolas Sociais atende gratuitamente 7700 crianças, adolescentes e jovens por meio de 20 Escolas Sociais, localizadas em cidades de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Os alunos atendidos nas Escolas Sociais têm acesso a uma educação de qualidade e gratuita que vai desde a educação infantil até o ensino médio, além de projetos educacionais e pedagógicos que acontecem no período de contraturno escolar.

https://maristaescolassociais.org.br/

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui