Como o segmento de moda está se preparando para a Black Friday?

Expectativa do setor continua otimista, com as vendas do primeiro semestre do ano totalizando R$ 53,4 bilhões e 67% das pessoas pretendendo aproveitar as promoções do evento.

A nova edição do relatório webshopers, considerado o mais importante levantamento sobre o e-commerce no Brasil, revelou que o crescimento do e-commerce no país segue em ritmo acelerado, com o faturamento do primeiro semestre de 2021 atingindo R$ 53,4 bilhões, o maior da história para os seis primeiros meses do ano e 31% maior do que o mesmo período de 2020.

Após quase dois anos de pandemia, com o consumidor muito mais acostumado com as novas práticas, o relatório aponta que 67% das pessoas pretendem aproveitar as promoções da Black Friday. E, dentro desse cenário de otimismo e de crescimento, o segmento de vestuário segue em alta, entre os três primeiros setores com maior intenção de aumento de consumo, de acordo com a pesquisa da Behub.

Como construir um diferencial e se destacar?

Estreitar o relacionamento entre a marca e o consumidor é essencial para construir um diferencial no mercado. Seja pelo engajamento em redes sociais, utilizando estratégia de marketing e live commerce, seja na logística reversa da troca de produtos, é preciso pensar sempre na experiência do cliente.

Nesse sentido, é importante fazer pesquisas para conhecer melhor os clientes, a fim de reduzir o esforço de vendas por meio de melhorias de processo, fidelizando seu público e fornecendo uma melhor experiência para o cliente.

Como conseguir maior visibilidade para os produtos?

Para conseguir mais visibilidade para os produtos à venda nos marketplaces, é preciso estar atento ao cadastro: título, imagem, descrição e estoque são pontos cruciais no anúncio. Quanto mais informações detalhadas do produto forem disponibilizadas, melhor o mecanismo de busca vai identificar a relação dele com o produto que o consumidor está buscando. Consequentemente, o anúncio será apresentado primeiro nos resultados.

A composição de kits também é uma boa aposta para os marketplaces. Assim, é possível aumentar a conversão de vendas, já que o consumidor consegue enxergar vantagem não só no preço do produto, mas também em relação ao custo do frete.

B2 Online cresce 110% no primeiro ano de parceria com o ANYMARKET

Henrique Mesquita, Gerente Comercial da B2 Online, uma loja de tênis e materiais esportivos presente em todos os marketplaces do Brasil e com forte atuação no e-commerce próprio, explica que as coisas começaram a melhorar quando a empresa percebeu que não vendia produtos, mas sim um serviço, e passou a priorizar o envio rápido, sem quebras de estoque e com um atendimento diferenciado.

“É fundamental não só criar anúncios que agreguem valor para o cliente e permitam que ele identifique as principais características do produto com facilidade, mas também trabalhar com a criação de kits. Costumamos dar um kit de meia para os clientes, o que oferece uma experiência um pouco melhor do que simplesmente entregar o tênis. Temos identificado que essa prática tem feito bastante diferença no dia a dia”, explica Henrique.

“Assim que começamos a utilizar a plataforma do ANYMARKET, notamos a facilidade de controlar os anúncios em cada marketplace de forma centralizada, porém com a facilidade de personalização do anúncio e da precificação de acordo com a comissão de cada lugar. Trocamos um processo complicado e demorado por um processo muito mais rápido e fácil de entender”, garante o executivo.

“Toda essa facilidade de estar em vários marketplaces nos ajudou a crescer 110% de 2018 para 2019, 77% de 2019 para 2020 e a expectativa é crescer outros 40% este ano. Consideramos que o mercado é praticamente um embrião no Brasil e ainda tem muito o que crescer”, prevê Henrique.

“Nós trabalhamos com uma média de expedição/mês de 15 mil itens. A gente começa a se preparar para a Black Friday sempre pensando em atender pelo menos o dobro de pedidos. É importante se preparar bem, porque realmente o volume dobra. Sempre investimos na parte estrutural e em sistemas de contingência (sempre com um computador a mais para se der algum problema já ter outro), equipes de plantão, com rodízios e horários estendidos para a Black, e uma força tarefa 24 horas por dia na última semana”, aconselha ele.

Bibi Calçados bate recorde de faturamento em marketplaces todos os meses

Jeonã Silva, Gestor de Marketplaces da Bibi Calçados, uma rede de lojas de calçados para crianças com forte atuação online, conta que, desde que a rede começou a trabalhar com marketplaces, em maio de 2020, vem tentando melhorar a experiência do cliente.

“Um atendimento diferenciado começa na escolha do produto. Quanto melhor for a descrição, as imagens e as opções de tamanho do produto, mais fácil fica a escolha do cliente. Mas de nada adianta um ótimo anúncio se o cliente experimentar problemas de entrega ou dificuldade na troca. Por isso, ter as ferramentas certas para otimizar todo o trabalho de criação de anúncios e de gerenciamento de entregas e trocas, é fundamental para não deixar o cliente esperando”, explica Jeonã.

Jeonã conta que cada coleção tem uma grande quantidade de referências, de combinações de cores, e que a equipe passava três, quatro semanas, até conseguir colocar as informações necessárias em todos os marketplaces.

“Hoje em dia, com a ANYMARKET, a gente consegue fazer isso no mesmo dia. Lançamos a coleção e no mesmo dia conseguimos fazer as alterações de forma mais massiva e enviar para todos os marketplaces. Assim, ao economizar tempo, conseguimos pensar de forma muito mais estratégica”, comemora Jeonã.

A Bibi Calçados já tinha iniciado um processo de crescimento dos números, mas com a ANYMARKET isso se acelerou muito mais. A cada mês, a gente tem números mais e mais expressivos. A gente teve um crescimento de mais de 4.000%. É até algo um tanto imensurável porque a cada mês a gente vem batendo um novo recorde de faturamento aqui dentro da empresa com os marketplaces”.

E, para essa Black Friday, a estratégia dele é apostar mais em produtos específicos com maior potencial de giro. “Esse ano a gente vai fazer um trabalho mais específico do que fizemos no ano passado. Vamos trabalhar com produtos mais específicos para buscar um giro ainda maior”.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui