Conselho de Biomedicina do Paraná homenageia profissionais da UFPR

Diretoria do CRBM6 homenageia biomédicos da UFPR
Diretoria do CRBM6 homenageia biomédicos da UFPR pelos trabalhos no combate à pandemia
O Conselho Regional de Biomedicina 6ª Região (CRBM6) prestou homenagem a profissionais de saúde que ajudaram no combate à Covid-19. O reconhecimento foi entregue à biomédica Jaqueline Carvalho de Oliveira, professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), no dia 29 de outubro. Ela comandou equipe responsável pela criação de um laboratório exclusivo para diagnosticar casos de contaminação da doença no estado.

Cerca de 30 mil exames foram realizados, beneficiaram servidores da própria UFPR e foram estendidos às pessoas em situação de vulnerabilidade social como moradores de rua, e presidiários.

“Receber esse reconhecimento é muito importante não só para mim, mas para toda a equipe. É uma forma de agradecimento pelo esforço que tivemos de realizar nesse período bastante particular. Contribuímos com a sociedade para enfrentar esse momento particular na vida de todos”, ressaltou Jaqueline.

Para realizar os exames, o grupo de trabalho precisou adaptar o laboratório de pesquisa. As mudanças eram necessárias para conciliar essa nova tarefa com as rotinas acadêmicas e de pesquisa já em andamento.

O Setor de Ciências Biológicas da UFPR tem experiência nos chamados testes de RT-PCR, especializados na análise de material genético. Com a pandemia, ele também passou a ser usado para diagnóstico dos casos de Covid-19.

Adaptação

O credenciamento do espaço para realizar os exames foi feito junto ao LIGH (Laboratório de Imunogenética e Histocompatibilidade) da UFPR.

Após o início da pandemia, Jaqueline conta que especialistas da universidade demonstraram preocupação em criar ações para combater a Covid-19. “Junto com o grupo de professores do Setor de Ciências Biológicas a gente se reuniu para pensar o que poderia fazer naquele momento”, recordou.

“Não foi fácil. Tivemos de manter outras atribuições nesse período na parte de pesquisa e academia com uma atividade em que não tínhamos muita experiência (realização dos exames de Covid-19)”, afirmou a professora. O período deixa marcas para sempre. “Todos tiveram mudanças em suas vidas pessoais. Foi um momento bastante puxado, de muito esforço e dedicação”, acrescentou.

Reconhecimento

O presidente do CRBM6, Thiago Massuda, afirmou que a homenagem entregue à professora Jaqueline Carvalho de Oliveira representa uma forma de valorizar o trabalho de todos os biomédicos do Paraná. “O reconhecimento dos profissionais do estado é uma das bandeiras do Conselho. Por isso, essa série de ações de reconhecimento continuarão sendo realizadas”, afirmou o presidente.

Massuda destacou ainda que as universidades públicas também precisam ser reconhecidas. “As instituições de ensino superior do Brasil deram e continuarão dando uma grande contribuição à sociedade. Elas provam que a ciência é um dos grandes instrumentos para se enfrentar situações-limite como a da pandemia da Covid-19”, observou o presidente do CRBM6.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui