Joaoeascoisasnaoessenciais mostra novos tons do EP de estreia em disco ao vivo

Depois de ser um dos destaques do lineup do festival online Cultura Em Toda Parte, o músico capixaba Joaoescoisasnaoessenciais transforma a apresentação no evento em um potente registro ao vivo. O repertório do show trouxe novos contornos às canções do EP de estreia, “Casimira Verde ou Cânhamo”. Ambos os lançamentos são do selo Caravela, via Warner Music Brasil.

A gravação foi realizada no Toca Audiocine Studio, em Cachoeiro do Itapemerim, cidade natal do artista. João apresentou 10 músicas, incluindo todas as seis do álbum de estreia: “(Fo-da-se) Já não sou mais o mesmo de ontem”, “Parabólica”, “Capitão dos Ventos”, “Cânhamo”, “Show do Terno” e “Oh Mãe”. Além disso, o músico relembrou três canções da sua antiga banda Hiância (“Sal Doce”, “Papel Crepom” e “Terra do Nunca” – essa última em duo com Cassiano Cândido) e a inédita, instrumental e improvisada “Dois Ensaios”. Fechado esse ciclo, João prepara um novo single a ser lançado em dezembro.

O festival online Cultura Em Toda Parte é um projeto idealizado pelo Instituto Parceiros do Bem e financiado pela lei Aldir Blanc. Devido à pandemia, essa acabou se tornando a única oportunidade para conferir a interpretação ao vivo das canções de “Casimira Verde ou Cânhamo”.

“O interessante desse trabalho específico é que convido meu amigo, Cassiano Cândido para participar do arranjo das canções. Cassiano idealizou comigo e fez parte da banda Hiância, minha primeira banda. Além disso, Cassiano contribuiu com uma faixa instrumental que batizamos de ‘Dois Ensaios’, porque produzimos tudo em dois ensaios e o mais impressionante é que a interação entre nós – Cassiano, Matheus, Lucas e eu – foi tão grande que não queríamos que acabasse. A última música, ‘Oh Mãe’, acabou ficando com mais de 10 min de duração com os improvisos que íamos fazendo no decorrer do show”, relembra João. 

Em suas canções, o artista faz um diálogo com os tempos atuais, lidando com os efeitos psicológicos do isolamento, da angústia e da sobrecarga de informações e estímulos. O trabalho solo do músico João Freitas mescla uma gama de referências da música brasileira ao rock. Agora, o músico olha para o futuro e prepara seus próximos lançamentos.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui