Segurança em condomínios inclui portaria remota e ronda monitorada

A pandemia alavancou a alta na procura por serviços tecnológicos e nos condomínios inteligentes não foi diferente. Quem utiliza portaria remota, tanto novos empreendimentos, quanto nas construções mais antigas que optaram por modernizar na segurança, sabe que este investimento é necessário até mesmo para trazer economia.

Para Marcelo Lonzetti, Diretor Comercial e CMO do ztrax, a portaria remota pode, sim, substituir o porteiro em alguns casos, desde que seja feito com operadores treinados e capacitados para este controle no condomínio: “Os condomínios estão buscando melhorar a segurança e ter portaria remota é mais um detalhe nesta equação. O imóvel fica bem mais valorizado e os custos são menores na folha de pagamento”

Ronda em condomínios horizontais passa a ser um serviço essencial
Segundo pesquisa da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), o maior índice de concentração das portarias remotas está nas regiões Sul e Sudeste, um claro indicativo de que a preocupação com a segurança é alta nos grandes centros, principalmente São Paulo e Rio de Janeiro.

Uma vez instalados e em funcionamento, uma equipe externa fica responsável pelo controle de acesso ao espaço, incluindo moradores, quem trabalha nas residências, os visitantes, entregadores e eventuais prestadores de serviço e manutenção fazendo a abertura do acesso principal, a partir desse ponto, o acompanhamento é exclusivo por câmeras de segurança, então, contar com zonas de exclusões, por exemplo, é essencial.

Mesmo com toda essa tecnologia, é indispensável manter rondas periódicas com equipes de segurança e vigilância:
“Justamente por não contar com a figura do porteiro 24 horas, e mesmo com segurança automatizada, o perímetro em condomínios horizontais precisa de atenção redobrada principalmente em grandes espaços. Essa ronda garante a manutenção da segurança do sistema implementado e pode ser parametrizada através de tecnologia de monitoramento em tempo real, com botão do pânico” explica Marcelo.

A possibilidade de monitoramento em tempo real, otimiza qualquer portaria remota e garante mais tranquilidade para quem convive diariamente neste espaço, principalmente moradores.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui