TecnoSpeed é eleita a 3ª melhor média empresa para se trabalhar no Paraná

Pelo sétimo ano consecutivo e subindo duas posições em relação a 2020, empresa maringaense de tecnologia figura entre as melhores empresas de médio porte do estado.

A TecnoSpeed, conhecida como “A Casa do Desenvolvedor de Software”, foi eleita a 3ª melhor empresa para se trabalhar no Paraná com até 999 colaboradores, subindo duas posições em relação à classificação do ano passado.

O ranking, elaborado pelo Great Place to Work (GPTW), mensura a avaliação do índice de confiança dos funcionários com o ambiente de trabalho e analisa as melhores práticas de gestão de pessoas, entre outros quesitos.

Além da premiação no GPTW Paraná, o ano de 2021 está sendo repleto de reconhecimentos. A TecnoSpeed foi eleita a 9ª melhor média empresa para se trabalhar no Brasil pelo GPTW.

Colocar as pessoas em primeiro lugar é o lema da TecnoSpeed. Com crescimento médio de 30% ao ano ao longo dos últimos seis anos, muito acima da média do mercado, a empresa é considerada uma scale-up e adota a inovação como estratégia e combustível para a evolução constante.

A TecnoSpeed investe 10% da receita em projetos de inovação e diversificação do portfólio. Em 2020 a empresa lançou sete novos produtos, que ajudaram a empresa a superar a crise da pandemia.

“Este ano, não só celebramos 15 anos de mercado, mas também a conquista da 9ª posição no ranking do GPTW das melhores empresas de médio porte para se trabalhar no Brasil, mantendo a colocação em relação ao ranking do ano passado. Agora, o reconhecimento como a 3ª melhor empresa para se trabalhar no Paraná coroa mais um ano de trabalho muito bem-feito. Todas essas conquistas se devem à grande equipe de colaboradores da TecnoSpeed, para quem dedicamos esse prêmio”, comemora Erike Almeida, cofundador e CEO da TecnoSpeed.

Sem medo de mudar para melhor

A mudança dos colaboradores para o modelo home office imposta pelas medidas de isolamento representou o fim de uma era. A empresa, que antes possuía 120 colaboradores trabalhando na sede no centro da cidade de Maringá, hoje não tem mais esse endereço e agora seus 211 funcionários atuam 100% em trabalho remoto, espalhados por 57 cidades e 11 estados.

Um ano após o início da pandemia, a empresa fez uma pesquisa com seus colaboradores e descobriu que ninguém queria voltar para o modelo de trabalho presencial.

Sobre a produtividade, Erike garante que “foram monitorados os índices de qualidade do serviço, da qualidade do produto e a produtividade de forma geral. Percebemos que no início houve uma queda, mas depois os colaboradores conseguiram se adaptar a esse modelo e foi possível superar o patamar de produtividade anterior. Foi quando decidimos entregar o nosso escritório de 1.400 m2 de área construída na cidade de Maringá”.

“Hoje a TecnoSpeed conta com 211 colaboradores, todos atuando em modelo remoto. Contamos apenas com uma casa para apoio logístico, que estamos chamando de TecnoHouse. Neste local também estamos testando algumas práticas do modelo híbrido, como reuniões onde parte da equipe está presencial e parte remota. O objetivo é definir o melhor layout e as tecnologias que serão adotados na futura sede da empresa no Parque de Ti de Maringá. Com construção prevista para 2022 a nova sede está projetada para ser um ambiente de incentivo à inovação, formação de mão de obra e de convivência dos colaboradores. Não queremos um escritório, vamos construir um ambiente que permita a interação da empresa com outras entidades, estimulando novos profissionais e apoiando novos negócios”.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui