Acredite, limpar a casa também pode se tornar um perigo

No começo do mês, um incidente envolvendo a mistura entre alguns produtos para limpar o banheiro fez com que um jovem de 22 anos fosse parar no hospital em São Paulo,  na capital paulista. O biomédico Leonardo Palmeira se descuidou e cometeu o erro de limpar o banheiro com água sanitária, sabão em pó e mais um produto específico para limpar azulejos e rejuntes. Para piorar, o box do chuveiro ficou de molho com um produto cremoso feito com limão.

Não demorou para sentir a garganta seca e apresentar tosse e dificuldade para respirar, mesmo com o banheiro ventilado. Resultado da mistura: o jovem acabou hospitalizado. A história teve um final feliz e hoje o biomédico não corre risco, mas a situação poderia ter sido bem pior.

“As pessoas não se atentam aos perigos desta mistura, por isso é bom ficar atento com alguns sinais. Além da tosse e falta de ar, a intoxicação pode ser identificada através do chiado no peito causado pela mistura de produtos de limpeza assim como dor de cabeça, dor no peito, desmaios, náusea, vômito e mudança da pele para uma coloração bem diferente” alerta Vitor Dalcin,  Diretor Executivo da Ambiental Santos e da Diarox, e-commerce de produtos de limpeza.

Use produtos de limpeza conforme instruções
Não misturar produtos de limpeza e usar apenas da maneira como está descrito na embalagem são medidas de segurança para utilizar produtos de limpeza. Um dos erros mais comuns é lavar o banheiro com água sanitária e tomar banho em seguida, atitude que  pode desencadear uma crise alérgica por conta da inalação do produto, por exemplo, portanto não tenha pressa ao limpar e espere o tempo necessário:

“Misturar produtos de limpeza pode gerar um gás que queima as vias aéreas como se fosse uma queimadura química. Além da tosse, falta de ar e chiado, pode acontecer edema agudo pulmonar, que é quando os pulmões se enchem de líquido liberado pelos próprios vasos sanguíneos, precisando ser intubado muitas vezes”, completa Vitor .

Sabão caseiro também é um perigo
Vitor lembra de uma prática que é tão ou mais perigosa quanto misturar produtos de limpeza: a fabricação de sabão caseiro utilizando óleo de cozinha usado. Além de criar um produto que não limpa absolutamente nada, a tentativa de fabricação pode causar acidentes sérios, com explosões e queimaduras na pele:

“Existem inúmeras fórmulas de sabão de óleo usado na internet e as pessoas não entendem que o óleo usado em frituras para fazer sabão, quando manipulado com outros produtos químicos, é combinação perigosa. Óleo aquecido com soda cáustica é uma verdadeira bomba caseira” completa Vitor.

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui