Idiomas aumentam atratividade dos currículos

Pesquisa do Banco Nacional de Empregos (BNE) revela a relação entre conhecimentos em idiomas e o interesse gerado pelo candidato

O aprendizado da segunda língua se tornou fundamental para candidatos a vagas de emprego, dependendo do setor de interesse. Caso o candidato fale mais de uma língua, a atratividade do currículo cresce 28% em relação aos que possuem apenas o português, segundo dados levantados pelo Banco Nacional de Empregos (BNE).

“Muitas empresas pedem por uma segunda língua, que, na maioria das vezes, é o inglês. O aprendizado do idioma se popularizou nos últimos anos, quando as pessoas passaram a compreender a sua importância para conseguir um bom emprego”, explica o gerente de negócios do BNE, José Tortato.

Dessa forma, os bilíngues têm mais chances de passarem para a próxima fase de processos seletivos do que aqueles que só falam a língua materna. Em geral, quanto mais idiomas a pessoa apresenta no currículo, mais à frente ele estará dos concorrentes, com mais presença diante do recrutador e melhores chances de conquistar a vaga.

A atratividade do currículo de quem apresenta mais de duas línguas cresce 232% em comparação a candidatos que só falem português. Esse aumento de interesse se expande ainda mais quando se tratam de três idiomas: 438%. Os porcentuais foram obtidos por meio de pesquisas realizadas no banco de dados do BNE, no qual as empresas cadastram suas vagas.

O levantamento evidencia o impacto que o aprendizado de novas línguas pode agregar ao currículo e o quanto os recrutadores apreciam esses diferenciais. “O cenário está diferente. Antes, eram raros os candidatos que tinham uma segunda língua, agora é um pouco mais comum. Saber um terceiro ou quarto idioma causa boa impressão e funciona como bom critério de desempate, caso seja necessário”, ressalta Tortato.

A busca por cursos de idiomas para ter essa habilidade a mais no currículo tem crescido nos últimos anos.  Segundo a rede de cursos de idiomas, InFlux, 33% de seus alunos se matriculam com o objetivo de conquistarem melhores oportunidades no mercado de trabalho.

“Há anos é pontuado sobre a importância da segunda língua para formação profissional, a quantidade de alunos com esse objetivo continua alta, percebemos muito isso em nossas escolas. As empresas demandam cada vez mais conhecimentos, na maioria dos casos, nível avançado ou fluente de inglês. Consequentemente, estimula o crescimento de matrículas em cursos de idiomas”, diz o gerente comercial da inFlux Franchising, Paulo Oliveira Junior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui