Cattalini Terminais Marítimos destaca-se pelas operações de navios de grande porte

Cattalini Terminais Marítimos destaca-se pelas operações de navios de grande porte
Navio Konstantin Jacob

Investimentos em infraestrutura e tecnologia, realizados nos últimos anos, têm proporcionado à Cattalini Terminais Marítimos capacidade para operar navios da classe LR1, com maior volume de carga. Nesta semana, a importação de 68.395 m³ de óleo diesel do navio “Konstantin Jacob” representou o preparo e o esforço da empresa para atender às demandas dos clientes. Antes dos investimentos, os volumes operados eram, em média, de 50 mil m³.

As melhorias incluem obras e implantação de sistemas inovadores, como o monitoramento de atracação de navios a laser, que faz a leitura de dados durante a aproximação do navio para encoste no píer.

O sistema informa, através de um painel indicador numérico, a velocidade e a distância do navio em relação ao berço de atracação permitindo aos práticos e pilotos dos rebocadores realizarem manobras com a máxima segurança e agilidade. Além do painel, foram instalados semáforos com luzes indicativas verde, amarelo, e vermelho que orientam visualmente os limites de velocidade de aproximação para atracação.

A Cattalini igualmente investiu na infraestrutura do píer com a instalação de novos dolfins e defensas, cabeços para amarração e cabrestantes, a fim de permitir a atracação dos navios com maior potencial de carga.

As melhorias operacionais no píer da Cattalini também foram conquistadas a partir do emprego de novas tecnologias para o monitoramento das condições ambientais e meteorológicas, como a Plataforma Sismo – Hidromares. Um moderno sistema que fornece em tempo real dados sobre velocidade e direção das correntes marítimas e dos ventos.

Além disso foi instalado um marégrafo para monitoramento do nível e do comportamento das marés, homologado pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM). Os dados são disponibilizados e integrados ao sistema Webpilots. Somando-se a este conjunto, foi instalada a Plataforma Medusa – Argonáutica, um moderno sistema integrado das previsões meteorológicas para o horizonte de 07 dias de antecedência.

Operação portuária

Atracado no berço externo do píer Cattalini, o navio Konstantin Jacob, com bandeiras das Ilhas Marshall e 228,52 metros de comprimento, chegou do porto de Roterdã, na Holanda. A carga  de 68.395 m³ de óleo diesel foi armazenada em 15 tanques do terminal da Cattalini. O volume representa o equivalente a 27 piscinas olímpicas. O óleo diesel importado deixará o terminal portuário via modais rodoviário e ferroviário com destino a distribuidoras.

No ano passado, entre os meses de agosto e setembro, os navios BW Orinoco e MT Ariel também alcançaram maiores volumes, com a importação de 68.837 m³ e de 65.429 m³ de derivados de petróleo, respectivamente. Ambos atracaram no berço externo do píer Cattalini, com calado de 12,5 metros.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui