Em expansão, Voltz inaugura loja de motos elétricas na cidade de Curitiba

 Em expansão, Voltz inaugura loja de motos elétricas na cidade de Curitiba
Voltz em Curitiba

A Voltz, empresa de tecnologia fabricante de scooters elétricas, inaugura nesta sexta-feira, 7, uma loja na cidade de Curitiba, no Paraná. O lançamento faz parte da estratégia de expansão da companhia, que já conta com lojas-conceito em São Paulo, Recife, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre. Além disso, a companhia ainda possui mais de 30 unidades ‘pop-up’ – estabelecimentos menores comandados por parceiros e instaladas em locais estratégicos, como os postos da Rede Ipiranga.

A nova loja em Curitiba estará localizada na Rua Chile, nº1822, no bairro Rebouças. O CEO da Voltz, Renato Villar, explica que a inauguração da loja em Curitiba representa uma conquista importante para a companhia. “Queremos que, cada vez mais, os brasileiros utilizem veículos elétricos, e o estado do Paraná é de extrema relevância para nossos planos”, conta.

No último ano, a Voltz recebeu um aporte de R$ 100 milhões em um rodada de investimentos liderada pela Creditas, que contou com a participação do UVC Investimentos, fundo de Venture Capital do Grupo Ultra, companhia multinegócios responsável por empresas como Ipiranga, Ultragaz e Extrafarma, entre outras. Com os recursos do aporte, a empresa pretende lançar, neste ano, novos modelos e projetos de conectividade para redefinir a mobilidade em duas rodas no Brasil.

Fábrica em Manaus

A Voltz vai iniciar sua produção na nova fábrica da Zona Franca de Manaus no primeiro trimestre de 2022. A empresa afirma que precisou adiar a inauguração para garantir o pleno funcionamento e o padrão de qualidade da operação. Atualmente, a implantação da fábrica está no processo de montagem dos equipamentos.

Atualmente, a empresa importa todas as peças e monta seus veículos em sua base localizada em Cabo de Santo Agostinho (PE). A instalação da fábrica no PIM vai contribuir para uma significativa redução dos impostos de importação — em razão dos incentivos fiscais da Zona Franca –, além de trazer agilidade de logística para a companhia.

No local, serão fabricadas uma série de peças de seus veículos, do pedal de apoios e retrovisores a pastilhas e discos de freios. Inicialmente, a capacidade mensal de produção será em torno de 10 mil veículos. Com investimento de R$54 milhões, a nova fábrica deverá gerar aproximadamente 200 novos postos de trabalho.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui