Seegene promove debate internacional sobre HPV e eliminação do câncer cervical

Como o Brasil tem de 9 a 10 milhões de pessoas contaminadas pelo HPV (Papilomavirus humano) e cerca de 700 mil novos casos anuais, a Seegene Brazil realizou nesta semana, dia 18 de janeiro, um debate internacional virtual com o tema ‘Estamos no caminho certo para a eliminação do câncer cervical?’, também conhecido de câncer do colo do útero.

Participaram do debate a responsável pelo ‘Oncogenic Viruses Laboratory’, da Argentina, dra. Maria Alejandra Picconi, a professora Maria Luiza Bazzo, da Universidade Federal de Santa Catarina e o diretor da Sociedade de Cirurgia de Bogotá, dr. Carlos Humberto Perez, que é especialista em microbiologia e infectologia.

O ramo brasileiro da Seegene sul coreana, especializada na produção de testes para diagnóstico in vitro promoveu o debate levando em conta que, atualmente, existe ampla disponibilidade tanto de testes para diagnóstico da infecção – o Anyplex da Seegene diferencia e quantifica 28 genótipos distintos de HPV –, como vacina contra os patógenos que podem levar ao câncer cervical.

Os especialistas participantes do evento apresentaram várias pesquisas sobre a prevalência do HPV no continente e a conclusão é que, apesar das campanhas realizadas em vários países, a adesão tanto à testagem como à imunização ainda é baixa. Mesmo nas regiões onde a campanha da vacinação foi mais efetiva, o índice de vacinados é muito pequeno. Foram apresentados igualmente trabalhos mostrando a alta prevalência do HPV em soropositivos brasileiros para o vírus da imunodeficiência humana, HIV.

A conclusão dos participantes é que apesar da correlação custo/benefício dos testes e dos imunizantes seja altamente positiva e que esteja patente a possibilidade de eliminar a contaminação pelo vírus que pode levar ao câncer cervical. As campanhas da Saúde Pública precisam ser incentivadas nos países latino-americanos, pois já estão patentes os efeitos positivos da prevenção.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui