40% dos imóveis vendidos em Curitiba e RMC em 2021 foram de 50 m² ou menos. Opções compactas caem no gosto dos compradores

Só no último trimestre de 2021 foram vendidos 591 imóveis com essa metragem. Clientes apontam praticidade e funcionalidade como diferenciais

Pesquisas de mercado revelaram uma nova tendência no mercado imobiliário: o crescimento na procura por imóveis compactos, com 50 m² ou menos. Estudo realizado pela Brain Inteligência Estratégica mostra que 40% do total de imóveis vendidos em 2021 em Curitiba e Região Metropolitana tinham essa metragem. Só no último trimestre do ano passado, foram 591 unidades comercializadas, totalizando 2.873 ao longo de 2021. Essa é uma tendência que se verifica não somente aqui, mas também em nível nacional. De acordo com o Sindicato de Habitação e Condomínios (Secovi), a venda dos imóveis compactos cresceu 36% em todo o país.

O conceito surgiu para atender a necessidade de um novo perfil de consumidor. De modo geral, o público desse tipo de imóvel são pessoas que desejam viver em uma região bem localizada, com preços acessíveis e que optam pela praticidade e funcionalidade. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Secovi-PR o nicho principal são: solteiros, divorciados ou casais sem filhos. Um apartamento compacto de dois quartos, por exemplo, vai ter tudo que um casal sem filhos ou uma pessoa que recebe visita esporadicamente precisa para ter uma vida confortável.

Esse é o caso da musicista Marianne Nogueira e de seu marido, o empresário João Vitor Moreira. O casal adquiriu um imóvel de 51 m² na planta, no condomínio Villagio São Francisco, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. Com entrega prevista para março de 2023, o casal está na expectativa pela mudança para o novo lar. “Estamos ansiosos. Claro que o valor, as facilidades de pagamento e financiamento pesaram em nossa decisão. Mas o que nos surpreendeu positivamente foi a forma como a construtora elaborou o decorado. Ali a gente viu que era possível, mesmo em uma metragem pequena, ter um espaço legal, otimizado, com tudo no lugar. Com móveis planejados e sabendo aproveitar bem os espaços, é possível ter um lugar aconchegante mesmo em um espaço menor”, conta Marianne.

Antenadas ao crescimento desse nicho de mercado, as construtoras estão cada vez mais adequando seus projetos para atender esse público. “A maioria dos nossos apartamentos possui metragem entre 45 m² e 60 m². Percebemos em nossos clientes a necessidade de sentir o ambiente, então montamos em nossa sede um decorado com nossa menor planta, para mostrar aos clientes como pode ficar seu futuro imóvel compacto quando bem planejado. O resultado disso são clientes encantados em ter a certeza de que o tamanho menor atende suas necessidades”, explica a diretora de marketing da Realmarka Construções, Jacqueline Grippe.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui