Lipoaspiração: conheça as diferentes técnicas para eliminar a gordura corporal

Já se sabe que a alimentação saudável e a prática de exercícios físicos são hábitos essenciais para combater e eliminar a gordura localizada. Porém, pessoas que apresentam gordura em locais como abdômen, braços e coxas buscam a lipoaspiração para um melhor aspecto dessas regiões.

Segundo o médico cirurgião plástico, Bruno Legnani, a cirurgia plástica para remoção da gordura localizada existe para os pacientes que têm hábitos saudáveis e, mesmo assim, não conseguem eliminar as gordurinhas. “É importante tratar a gordura localizada em pessoas com o Índice de Massa Corpórea (IMC) dentro do ideal, lembrando que a técnica não emagrece, apenas tira a gordura em excesso”, afirma.

O médico apresenta as diferentes opções disponíveis:

– Lipoaspiração tradicional: utiliza uma cânula simples, inserida na região tratada e o médico quebra a gordura com força mecânica, com movimentos de vai e vem, e aspira a gordura local;

– Vibrolipo: a técnica usa uma cânula vibratória, que auxilia a penetração na gordura e faz com que tanto o sangramento durante a cirurgia, quanto a dor no pós-operatório sejam menos traumáticos;

– Lipo HD ou 3D: chamada também de lipoaspiração de alta definição, tem como objetivo esculpir o corpo com um resultado que se assemelha ao de muita malhação. A técnica pode ser realizada em regiões como peitoral, costas, coxas, glúteos e braços, mas o abdômen é o lugar preferido das que optam pela cirurgia. A gordura é retirada mais intensamente de alguns pontos e inseridas outros estratégicos para criar os famosos ‘gominhos’ na barriga”;

– Lipoaspiração a laser: a cânula nesse caso tem um laser na sua extremidade, que quebra e deixa a gordura líquida. Em seguida, é realizado com outra cânula a sucção da gordura, que de forma líquida é retirada com maior facilidade;

– Mini Lipo: indicada para tratamento de áreas menores e com pouca gordura, na mini lipo é utilizada uma cânula mais fina, de 2mm, por isso o procedimento é menos doloroso e com uma recuperação mais rápida;

– Hidrolipo:  o procedimento é realizado com anestesia local, ou seja, o paciente fica acordado durante toda a cirurgia. O médico injeta uma solução de anestésico, soro fisiológico e adrenalina, com o objetivo de diminuir os vasos capilares e reduzir a perda de sangue.

Mesmo com anestesia local, qualquer cirurgia deve ser realizada em um centro cirúrgico, que ofereça apoio para o paciente, em tempo integral. Legnani pontua que a cirurgia não substitui os hábitos saudáveis. “É essencial que o paciente não ganhe peso após a cirurgia, para não perder os resultados, independente da técnica escolhida. E praticar exercícios, além de garantir um corpo mais atlético, previne inúmeras doenças e garante a saúde em dia”, alerta o especialista. “A lipoaspiração não elimina peso, não emagrece, ela apenas elimina a gordura localizada e, se o paciente tiver excesso de gordura, não conseguirá chegar no seu objetivo apenas com a cirurgia”, completa, lembrando que é essencial procurar um médico que seja associado a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui