Procura por testes de COVID-19 cai 50%

No LANAC, 35% dos resultados são positivos para a doença

O LANAC- Laboratório de Análises Clínicas registrou queda de 50% na procura por testes de COVID-19, entre o RT-PCR, antígeno e sorológico. A taxa de positividade, que chegou a 45% dos exames realizados na primeira quinzena de janeiro, caiu para 35% nos primeiros 10 dias de fevereiro.

Com o recebimento dos insumos normalizados, o LANAC está realizando o RT-PCR, antígeno e sorológico para COVID-19 sem agendamentos e limites de testes/dia. Além dessas opções, o laboratório oferece também teste rápido que identifica tanto o coronavírus, quanto a influenza tipo A e B. “O teste é um ótimo aliado na avaliação de pacientes com sintomas como dor de garganta, febre, tosse, cansaço e dores de cabeça, que são comuns tanto para o H1N1 quanto para a COVID-19”, afirma o responsável técnico e especialista em bacteriologia do laboratório, Marcos Kozlowski. A coleta para o exame é feita por swab nasal e o valor é R$200.

Na primeira semana de janeiro, foram realizados mais de 4 mil testes, aumento de 480% em relação às semanas anteriores, em dezembro de 2021. Na segunda semana, o número chegou a 750 testes/dia realizados. A partir da terceira semana de janeiro, a demanda foi tanta que a empresa chegou a limitar o número de RT-PCR para 300 exames/dia.

Com a normalização dos testes, o RT-PCR (R$350) e o teste de antígeno (R$170) podem ser realizados na sede central, na Rua Itupava, 998, além das unidades hospitalares do Vita Batel, Vita BR, Hospital das Nações, Hospital Pilar, Hospital INC, Hospital Cruz Vermelha e Hospital Santa Casa, e posto de coleta Clínica Vacinne. O teste sorológico (R$100) é realizado em qualquer um dos 63 postos de coleta do laboratório.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui