Tec Campo 2022: CAPAL promove imersão em novas tecnologias com palestras diretamente na lavoura

Evento foi realizado na matriz, em Arapoti (PR), e também em outras cinco filiais da cooperativa

A Capal Cooperativa Agroindustrial realizou na última semana, em parceria com a Fundação ABC, o Tec Campo 2022 na matriz em Arapoti (PR) e em outros cinco municípios: Wenceslau Braz, Taquarituba, Taquarivaí, Itaberá e Curiúva. O evento contou com a participação de cooperados, equipe técnica da CAPAL e pesquisadores da Fundação ABC.

Os encontros do Tec Campo visam difundir as novas informações e tecnologias no manejo das lavouras, com enfoque nos cultivos de soja e milho. O formato do evento, com palestras ministradas no campo, promove a união da teoria com a prática, pois após as apresentações, os produtores podem conferir e avaliar pessoalmente a resistência a doenças, produtividade e desenvolvimento das cultivares.

A ideia da CAPAL de descentralizar o Dia de Campo, levando as palestras para outros municípios, garante um conteúdo adaptado às peculiaridades regionais quanto ao clima e solo. Desta forma, o aproveitamento do encontro pelos produtores para esclarecer dúvidas específicas é mais assertivo.

A gerente da unidade de Taquarituba (SP), Joana Rocha, observa que a participação dos cooperados no Tec Campo é ativa porque é um momento de esclarecimento sobre os materiais plantados na região. “O diferencial do dia de campo promovido pela CAPAL é que ele é puramente técnico, ao contrário de outras empresas. Nossos associados já estão acostumados e aprovam esse modelo”, comenta.

As palestras abordaram assuntos de diferentes linhas de pesquisa: a área de Fitotecnia expôs cultivares de soja diretamente na lavoura, com ênfase nas mais promissoras. Em Fitopatologia, o assunto foi o manejo do mofo branco, enquanto a palestra de Herbologia tratou do controle de plantas daninhas. A área de Entomologia apresentou aos produtores o resultado de pesquisas sobre controle de lagartas e uso de bioinsumos. Houve ainda uma palestra sobre o módulo de Economia Rural no SigmaABC, aplicativo exclusivo para cooperados.

De acordo com o pesquisador da Fundação ABC Senio José Napoli Prestes, que ministrou uma das palestras para os cooperados, o melhor meio de aprender é fazendo o exercício na prática. “Quando nós apresentamos resultados usando somente um recurso audiovisual há um aprendizado que é importante. Mas a experiência com a realidade se dá no campo, nas áreas de ensaio trabalhadas pela equipe de pesquisa e apresentadas para o cooperado. Por isso, é extremamente válido realizar o dia de campo com os produtores.”

O cooperado Frederico Gobbo Soldera, da unidade de Taquarituba, considera as palestras bem explicativas e elogia a iniciativa do Tec Campo. “Todos os produtores deveriam participar do evento porque, com os estudos da Fundação ABC, sempre são apresentadas melhorias para o manejo e para a economia do produtor. E estamos sempre de olho nas cultivares que foram plantadas aqui no campo. Isso é importante, porque os pesquisadores mostram a comparação entre elas, é muito bom ver todas lado a lado e conhecer os resultados”, conclui.

 

Sobre a Capal Cooperativa Agroindustrial

Fundada em 1960, a CAPAL conta atualmente com mais de 3,4 mil associados, distribuídos em 21 unidades de negócios, nos estados do Paraná e São Paulo. A cadeia agrícola responde por cerca de 65% das operações da cooperativa, produzindo mais de 750 mil toneladas de grãos por ano, com destaque para soja, trigo, milho e café. A área agrícola assistida ultrapassa os 153 mil hectares. O volume de leite negociado mensalmente é de 12 milhões de litros, proveniente de 320 produtores. Além disso, a cooperativa comercializa mais de 31 mil toneladas de suínos vivos.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui