Billy Crocanty lança EP “Verão Frito”

Depois do EP de estreia “Pessoas Fritas” e uma série de clipes, Billy Crocanty está de volta com um novo EP. Projeto de Vicente Coelho (da banda Biltre), Billy segue evoluindo sua sonoridade entre o pop e a música brasileira, o humor e a visão política, a nostalgia e o futurismo. O EP “Verão Frito” é um misto de sua malandragem e suingue com novas estéticas sonoras, passando pelo brega e piseiro, além da vibração “pissaicou” que os fãs mais biltres reconhecerão. Entre sintetizadores e convidados especiais, Billy Crocanty fortalece sua voz de autor, assinando a produção musical do trabalho ao lado de Pedro Tiê.

 

Reunindo parceiros novos e antigos – como Arthur Ferreira (seu companheiro de banda Biltre), Luísa Arraes (com quem divide vocais e assina a composição de “A Hora de Brilhar”) e Daniel Chaudon (também autor e cantor em “É Q Nós 2”) -, “Verão Frito” abraça o calor e se joga na irreverência, sem perder referência. As inspirações vieram dos amores, da família, das lembranças, como um grande círculo afetivo.

 

“Eu não quero me acomodar musicalmente. Minha gaveta de músicas estava lotada e o Billy é uma forma de eu sair da toca e do processo coletivo que é a banda (Biltre), para tentar outras viagens. ‘Bebê Gigante’, por exemplo, é música de gaveta de 15 anos atrás, eu nunca abria essas gavetas. Cantar uma música antiga dessa em mim é reconectar com a liberdade artística. Tô na fase de abrir mais abas”, declara Billy Crocanty

 

Vocalista, um dos fundadores do bloco “Minha Luz é de Led”, ator, multiinstrumentista,  compositor e co-diretor musical do talk show “Lady Night”, Billy une todas as suas referências em uma nova e audaciosa roupagem. Como principal letrista das mais irreverentes faixas de sua banda, ele chega com tudo com a persona que assume num projeto solo ambicioso. O EP de estreia refletiu o cruzamento das experiências que marcaram sua vida e, agora, o novo trabalho expande esse conceito musical, estético, filosófico.

 

Filho de um ator que acredita em OVNIs e de uma produtora amante das terapias holísticas, Vicente cresceu em uma comunidade religiosa nada convencional nos arredores de Juiz de Fora (MG). Criado entre o bucolismo do interior, os shows do Kid Abelha e a peça “5 X Comédia”, que sua mãe produzia, Vicente se sentia o próprio “hippie dos anos 90”. A nostalgia dessa época, que marca a essência de sua personalidade performática-espiritualizada, é o combustível inicial para composições mais íntimas, mas não menos divertidas.

 

Enquanto “Pessoas Fritas” convidava ao encontro, “Verão Frito” já incorpora a carência e a querência de quem está preso em casa, mas queria estar na “Hora de Brilhar” do “Carnaval em Recife”. Sem poder se “Amassagar” com o crush, resta virar a noite pensando em “Nós 2” ou balbuciando como um “Bebê Gigante”. Billy Crocanty se apropria do caos pra fazer dançar, da loucura dos dias atuais para dar forma às vozes nas nossas próprias cabeças.

 

O EP é um lançamento do selo MangoLab, já disponível nas principais plataformas de música.

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui